Wikia Shadowhunters BR
Advertisement
Wikia Shadowhunters BR
Outra versão
ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo de Corrente de Ferro a seguir. Aconselhamos atenção!

A vida é um livro, e há mil páginas que ainda não li. Leria com você, quantas pudesse, antes de morrer...

–Will para Tessa Gray, Princesa Mecânica

William "Will" Herondale era um dos Caçadores que viviam sob tutela no Instituto de Londres, cuja vida se misturou com a da recém-chegada Tessa Gray. Will acabou se tornando o diretor do Instituto e é o pai de James e Lucie.

Biografia

Vida Pregressa

Will era o filho de Edmund Herondale, um antigo Caçador de Sombras, e Linette Owens, a mundana por quem Edmund deixou sua vida de Caçador de Sombras. Como determinado pela Lei, Will e suas irmãs, Ella e Cecily, sendo Nephilim, ainda eram bem-vindos para se juntar às fileiras dos Caçadores de Sombras.

De acordo com o protocolo dos Caçadores de Sombras, Will, durante os primeiros doze anos de sua vida, foi convidado duas vezes a se juntar a eles. Ele recusou ambas as vezes, tendo sido criado para acreditar que os Caçadores de Sombras não eram boas pessoas e que as vidas que levavam eram perigosas e monstruosas. No entanto, logo após a segunda vez que foi oferecido, Will vasculhou as coisas velhas de seu pai e encontrou a Pyxis que guardava o Demônio Maior Marbas e a abriu, sem querer libertando o demônio. Will foi atacado por Marbas, mas foi protegido por sua irmã mais velha, Ella, que foi posteriormente envenenada pelo demônio. Antes de partir, Marbas afirmou ter colocado uma maldição em Will, dizendo-lhe que aqueles que o amavam morreriam a menos que ele deixasse suas vidas para sempre. Quando Ella morreu na manhã seguinte, Will foi tomado de culpa e tristeza, acreditando ser o responsável. Ele decidiu imediatamente que iria embora e se juntaria aos Caçadores de Sombras no Instituto de Londres para manter sua família a salvo.[6]

Mesmo em Londres, Will era assombrado pela maldição do demônio. Ele permaneceu distante dos outros habitantes do Instituto, Charlotte e Henry, não querendo fazer-lhes mal por se apegar a eles a aprender a amá-los. Ele fez isso até mesmo com convidados do Instituto. Quando ele tinha doze anos, uma festa de Natal da Enclave foi feita no Instituto. Lá ele encontrou o diário de Tatiana Lightwood, uma jovem Caçadora de Sombras que estava muito apaixonada por Will. Will humilhou Tatiana lendo a poesia que ela havia feio para ele na festa, ganhando o ódio de se irmão, Gabriel. Gabriel atacou-o por isso, e apesar de sua flata de treino, Will ganhou dele na luta e até quebrou seu braço, humilhando-o mais ainda. Isso instigou o começo de uma longa rivalidade e desentendimento entre os dois.

Will e Jem se encontrando pela primeira vez.

Quando Jem Carstairs chegou de Xangai em 1873, Will tentou ser rude com ele para imediatamente dissuadi-lo de tentar se tornar amigo dele. No entanto, Jem recusou-se a ser intimido por Will e insistiu em treinar com ele. Quando Will soube que Jem estava doente, ele se permitiu ficar perto do outro garoto. Will se convenceu de que como Jem já estava morrendo, a maldição seria inútil contra ele, tornando-o o "maior pecado" de Will. Quando eles tinham treze anos, Will pediu a Jem para se tornar seu parabatai, e quando eles tinham quatorze anos, eles passaram pela cerimônia.[6]

Tessa e o Magistrado

Depois que uma patrulha de rotina levou Will e Jem para Emma Bayliss em 1878, eles já estavam na trilha do Clube Pandemônio, os suspeitos de orquestrar seu assassinato. Suas investigações os levaram às Irmãs Sombrias. Na noite em que eles deveriam pegar as irmãs por suas atividades ilegais, Will encontrou uma feiticeira chamada Tessa Gray presa em sua casa. Eles a resgataram e a levaram de volta ao Instituto.

Will desenvolveu uma atração por Tessa e os dois se uniram por causa de seu amor por livros. Will teve que se lembrar constantemente de manter distância devido a sua maldição.

Enquanto os Caçadores de Sombras do Instituto de Londres continuavam a investigar o Clube Pandemônio, eles também começaram a investigar o paradeiro do irmão de Tessa, já que ela havia sido informada de que ele estava preso pelas Irmãs Sombrias também. Isso os levou a Axel Mortmain, seu empregador que também estava aparentemente vinculado ao Clube Pandemônio. Ele contou a eles sobre o chefe do Pandemônio, que era conhecido como o Magistrado, que aparentemente era o vampiro Alexei de Quincey. Em uma missão de reconhecimento em uma festa de de Quincey, Will acompanhou Tessa, que se transformou na vampira Camille Belcourt, e fingiu ser seu subjugado humano. Quando ele viu as violações de de Quincey contra os Acordos, Will tentou alertar os outros Caçadores de Sombras com uma das invenções de protótipo de Henry, mas em vez disso ateou fogo nas cortinas; embora tenha alertado os Caçadores de Sombras, também causou pânico entre os participantes. Uma luta logo estourou e embora muitos dos vampiros tenham sido derrotados, de Quincey conseguiu escapar.

Enquanto lutava com de Quincey, Will mordeu o vampiro. Por causa do sangue de vampiro que ele ingeriu, Will foi submetido a um remédio purgativo para impedi-lo de se tornar um noturno; ele foi forçado a beber água benta para ajudar a dissipar o sangue de vampiro em seu sistema. Quando ele começou a recusar violentamente a ajuda de Sophie, Tessa a substituiu e trouxe água benta para ele. Depois de uma curta conversa sobre o que pensavam um do outro, eles se beijaram apaixonadamente antes de Will recobrar os sentidos e se separar, erguendo suas paredes.

Na noite do ataque da Clave ao esconderijo de De Quincey, Mortmain foi ao Instituto para avisá-los que as Irmãs Sombrias estavam planejando animar o exército mecânico do Magistrado. Will e Jem correram para detê-los, enganados para deixar o Instituto desprotegido. Quando eles chegaram ao local relatado por Mortmain, eles apenas encontraram a Sra. Dark conduzindo um ritual necromântico para trazer sua irmã de volta à vida. Depois de matá-la e perceber que Mortmain os enganou porque ele era de fato o Magistrado, Will correu de volta para o Instituto em Balios, deixando Jem para trás com Xanthos para puxar a carruagem.

Will encontrou Tessa no chão do Santuário, sangrando, com Mortmain ao lado dela, que estava surpreendentemente chateado. Mortmain fugiu após ser confrontado por Will e Will moveu-se para segurar Tessa, visivelmente chateado com sua morte, embora depois de um momento ele percebeu que ela estava respirando. Tessa abriu os olhos e explicou a Will que ela enganou Mortmain fazendo-o acreditar que ela havia se esfaqueado. Will, no entanto, ainda estava perturbado por acreditar que havia perdido tudo.

Depois disso, Will temeu ter colocado Tessa em perigo com sua maldição e ela claramente foi capaz de ver seus sentimentos quando ele pensou que ela estava morta. Decidindo que precisava esmagar qualquer cuidado que ela pudesse sentir por ele, ele disse a ela que eles deveriam ter um acordo sexual e descompromissado, já que ele não poderia ter um futuro com uma feiticeira. Ele a machucou especialmente ao revelar o fato de que os feiticeiros são estéreis.[7]

Quebrando a Maldição

Percebendo que não poderia suportar seu ódio ou uma vida sem ela, Will foi até Magnus Bane para ajudá-lo a quebrar a maldição. Magnus concordou em ajudar Will em troca de ele dever um favor a Magnus. Will concordou e Magnus começou a trabalhar tentando convocar incontáveis demônios azuis, esperando que eles fossem o certo – o que eles nunca eram.

Enquanto isso, o Instituto estava trabalhando para rastrear Mortmain. Após uma sugestão de Jem, eles conseguiram descobrir um antigo pedido de Reparações apresentado por Mortmain contra o Instituto de York pelo assassinato de seus pais. Tessa acompanhou Will e Jem até o Instituto de York para encontrar Aloysius Starkweather e obter o relatório completo de seus arquivos. Enquanto investigava a casa listada no relatório, Will descobriu que sua família morava lá. Chateado, Will quase avançou direto para eles, mas foi contido por Jem e uma ameaça de um autômato se o fizesse.

Quando eles voltaram para Londres, Will, ainda abalado por ter visto sua família, surtou. Ele primeiro visitou Magnus e exigiu que ele o enviasse para os reinos dos demônios. Depois que Magnus se recusou e disse a ele para dormir, Will saiu furioso e foi para uma covil Ifrit. Quando Jem finalmente localizou Will, ele acabou socando-o no rosto de frustração e raiva por Will ter zombado da droga que o estava matando. Will nunca deixou Jem com tanta raiva e implorou por seu perdão quando Tessa explicou a ele no dia seguinte.

Naquela noite, Sophie descobriu que Jessamine estava em contato com Nate e tinha um convite para um baile de máscaras na casa dos Lightwood. Ela disse a Tessa, que foi pedir ajuda a Will. Por causa da urgência, uma vez que a festa aconteceria naquela noite, Will imediatamente se preparou para ir para a missão sozinho, com Tessa ao seu lado. Tessa se transformou em Jessamine e Will entrou sorrateiramente na festa, misturando-se com sua máscara.

Will observou Tessa cuidadosamente durante o tempo em que ela interagiu com Nate para obter informações. Mais tarde, na varanda da propriedade de Benedict Lightwood, Tessa e Will compartilharam um longo e apaixonado beijo que foi interrompido por Magnus Bane, que os informou que eles estavam sob a influência de pó de feiticeiro. Ele então os ajudou a sair antes que alguém pudesse reconhecê-los. Enquanto estava no jardim da frente da casa, no entanto, Will avistou o demônio que o amaldiçoou e o perseguiu.

Depois de perseguir o demônio por toda Londres, Will foi para a casa de Magnus com um dente que o demônio havia deixado em seu braço. Com isso, Magnus foi capaz de invocar o demônio Marbas para que ele libertasse Will de sua maldição. No entanto, Marbas disse a eles que não havia maldição em primeiro lugar, que tinha sido uma peça que ele pregou nele. Ele disse a Will que Ella havia de fato morrido porque foi ferida por seu ferrão. Will ficou perturbado, mas voltou para o Instituto, tonto de felicidade e entusiasmo ao professar seu amor por Tessa. Sua felicidade durou pouco, pois Tessa disse a ele que ela tinha ficado noiva de Jem. Will, com o coração partido, disse a Tessa para não contar a Jem sobre seus sentimentos e fingiu estar feliz com o noivado de Jem.[6]

Salvando Jem e Tessa

Não muito depois, Will contou ao resto do Instituto sobre sua "maldição" e por que ele tinha sido tão cruel com eles no passado. Ele também começou a treinar sua irmã, Cecily, que havia chegado recentemente ao Instituto, para se tornar uma Caçadora de Sombras. No entanto, ele estava irritado com a presença dela no Instituto e sua insistência para que ele voltasse para casa com ela. Ainda assim, ele claramente se importava com ela e era ferozmente protetor com ela.

Alguns meses depois, o Instituto foi visitado por Gabriel, coberto de sangue e chamando por seu irmão. Quando Gideon veio, Gabriel explicou que seu pai havia se transformado em um verme demoníaco gigante nos estágios finais de sua varíola demoníaca. O grupo partiu para a casa de Lightwood e despachou-o, mas não antes que ele tivesse matado os servos e o novo marido de Tatiana.

Depois do colapso de Jem após a batalha, Will descobriu que Jem estava tomando grandes doses de yin fen para mantê-lo em forma e capaz, o que o estava matando por dentro em um ritmo mais acelerado. Ele viajou para comprar mais pó de demônio, com Cecily que o seguiu, mas logo descobriu que Mortmain havia comprado tudo. Eles então receberam uma carta de Mortmain oferecendo-lhes yin fen em troca de Tessa. Antes que alguém pudesse detê-lo, Jem apreendeu a nota e o pequeno pacote no fogo, o que resultou em Will mergulhar nas chamas para recuperar um pouco da droga.

Poucos dias depois, Jessamine Lovelace foi devolvida ao Instituto de Londres depois de ter estado na prisão da Cidade do Silêncio. Os autômatos do Magistrado seguiram a carruagem da Cidade do Silêncio até dentro dos portões e começaram a atacar. Depois de sentir a pulsação do colar de Magnus, Will correu para fora para se juntar a ele. Lá ele viu Jem correr pelos portões e Jessamine tentando rastejar para um lugar seguro. Will carregou Jessamine para fora da batalha antes de perceber que ela havia sido apunhalada nas costas. Antes de morrer, Jessamine disse a ele que Mortmain estava em Idris e que ele era um terrível galês. Jem voltou logo em seguida, perseguindo a carruagem que levava Tessa até que ele a perdeu e desabou em colapso.

Cecily ouviu a conversa de Will com Jessamine e descobriu que Mortmain estava escondido em Cadair Idris, uma montanha perto de onde Will morava no País de Gales, pois ela conhecia Mortmain e sua personalidade. Eles mandaram um recado para o Cônsul, mas ele se recusou a agir, deixando Will dividido entre ir atrás de Tessa e ficar com Jem.

Will no leito de morte de Jem

Em vez disso, Will mandou buscar Magnus para ajudá-los a encontrar uma cura para Jem, que estava morrendo e sem yin fen. Enquanto os dois estavam no quarto de Jem, Jem ouviu Magnus perguntar a Will se ele havia dito a Jem que amava Tessa. Quando Magnus saiu, Jem perguntou a Will sobre isso, ao que Will teve que confessar. Jem então deu a Will sua bênção e pediu-lhe para resgatar Tessa, pois ele não poderia. Will partiu imediatamente.

Enquanto estava no Green Man Inn, a caminho do País de Gales, Will sentiu sua ligação parabatai se romper e viu sua runa sangrando. Percebendo que Jem havia morrido, ele enlouqueceu de tristeza e, sentindo que não tinha mais nada a perder, feriu gravemente e matou alguns lobisomens quando eles tentaram atacá-lo. Woolsey Scott interrompeu a luta e ofereceu-lhe o conselho de que ele ainda deveria tentar viver como Jem gostaria, ao invés de desistir. Mais tarde, enquanto ainda cavalgava em direção a Cadair Idris, Will cortou sua mão com a adaga de Jem e a enterrou no chão perto de uma árvore para comemorar sua ligação inquebrável.

Eventualmente, ele encontrou Tessa no esconderijo de Mortmain. No entanto, ele ficou preso dentro dele depois de passar por uma barreira invisível. Will então deu a notícia de que Jem havia morrido. Atormentado pela dor e pensando que os dois morreriam, Will confessou tudo para Tessa, dizendo o quanto a amava. Ela pediu para beijá-lo uma última vez, o que os levou a fazer sexo naquela noite. O anjo dentro do colar de Tessa posteriormente deixou uma marca de estrela no ombro de Will, para marcar ele e sua linhagem como alguém especial para a alma a que estava ligado.

Na manhã seguinte, Magnus Bane os encontrou e os soltou, levando-os para onde os outros lutavam contra centenas de autômatos. Will entrou na batalha imediatamente e, no meio da batalha, descobriu que um dos Irmãos do Silêncio, o Irmão Zachariah, era na verdade Jem. Tessa foi então capturada por Mortmain, mais uma vez, que ameaçou Will e os outros Caçadores de Sombras com ela. Tessa se transformou no anjo preso dentro de seu colar, Ithuriel, deixando Will maravilhado enquanto a observava arder e matar Mortmain. Ela então caiu no chão inconsciente, lentamente voltando para si mesma e sangrando Icor, e preocupando Will.

Para seu alívio, Tessa logo se recuperou e ele teve permissão para conversar com Jem e ter uma verdadeira despedida. Embora isso o tenha deixado triste por semanas, ele gradualmente começou a se recuperar e se ajustar a uma vida sem Jem. Nas semanas seguintes, Will e Tessa ficaram mais próximos e, com o incentivo do fantasma de Jessamine, ficaram noivos durante a festa de Natal do Enclave.

Em uma viagem secretamente sancionada por Charlotte, Will, Tessa, Cecily e Gabriel foram para a Mansão Ravenscar usando o Portal de Henry, finalmente se reunindo com seus pais. Durante a viagem, ele explicou por que foi embora e apresentou seus pais à noiva.[4] Esta não seria sua única viagem de volta para casa, no entanto. Ao longo dos anos, ele os visitou em feriados e outras ocasiões especiais.[8]

Diretor do Instituto e Paternidade

Eventualmente Will se tornou o diretor do Instituto, uma posição dada a ele quando Charlotte aceitou o posto de Consulesa.[4] Ele e Tessa se casaram e tiveram, inesperadamente, dois filhos: James e Lucie Herondale.

Ao longo dos próximos 25 anos, os Caçadores de Sombras de Londres viveram em relativa paz enquanto os ataques de demônios se tornavam cada vez menos frequentes até que se tornaram tão escassos que as patrulhas pareciam desnecessárias. Embora isso devesse ser motivo de regozijo, saber que os filhos desta geração que ele amava tanto não estavam em perigo iminente, fez Will se preocupar que quando a guerra viesse, eles estariam despreparados.

E, claro, a guerra veio e, infelizmente, Will estava certo. Em 1903, Londres foi infestada por um demônio Mandikhor e sua prole de demônios Khora que eram imunes à luz do sol e trouxeram um veneno para o qual os Caçadores de Sombras não tinham cura. Will compareceu e realizou inúmeras reuniões durante os ataques, mas se viu lutando para fazer o Enclave tomar as medidas adequadas, mesmo quando colocado em quarentena.

O veneno acabou tirando a vida da filha de Gideon, Barbara Lightwood, e toda a família de Will sofreu. Embora Will acreditasse firmemente nas tentativas de seu sobrinho de encontrar um antídoto, Christopher logo ficou doente também, incomodando ainda mais a família. E, apesar dos melhores esforços de Will, seu filho acabou no meio da batalha, eventualmente derrubando o demônio e enfrentando seu avô, Belial, que estava por trás dos ataques.

Enquanto Londres celebrava James e seus amigos como heróis, Will realizou uma reunião final para discutir toda a provação com a Consulesa. A reunião foi prejudicada, no entanto, pelas acusações selvagens de Tatiana Blackthorn de que James havia orquestrado os ataques e incendiado a Mansão Blackthorn. Will defendeu seu filho, mas ficou chocado com a confissão de Cordelia Carstairs de que James estivera em seu quarto na noite do incêndio. Em particular, Will começou a repreender James por seus maus tratos às mulheres antes de ser cortado com a notícia de que James e Cordelia estavam noivos. Will então ficou exultante com o fato de Carstairs e Herondales estarem mais intimamente ligados.[9]

Em dezembro, Will e Tessa organizaram o casamento de James no Instituto. Pouco antes do casamento, Will aconselhou James a sempre contar a verdade para sua futura esposa, por mais difícil que fosse, assim como o informou sobre a chegada inesperada de Elias e seu dever de apoiar Cordelia. Na recepção, ele ajudou a distrair os convidados da explosão de Elias e posterior remoção da sala. Ele e Tessa presentearam os recém-casados com uma casa na Curzon Street, uma carruagem e Xanthos – uma vez que Cordelia havia começado a alimentá-lo com cenouras, então Will acreditava que o cavalo tinha uma grande afeição por ela.

Algumas semanas depois, ele e sua esposa partiram para Paris para ajudar a resolver um problema lá. Charles – que havia assumido como diretor temporário do Instituto de Paris – tinha se esquecido de convidar o clã de vampiros da Marselha para uma reunião dos clãs de vampiros da França. O clã se ofendeu, pensando que foi intencional, especialmente porque Charles não se desculpou. Will e Tessa intervieram para evitar uma guerra, já que eram confiáveis e respeitados no Submundo. Eles levaram a Espada Mortal como uma demonstração de boa fé e honestidade.

Uma vez que as questões foram resolvidas, eles foram convocados de volta a Londres, pois Thomas havia sido acusado de ser um assassino em série e precisava dar testemunho pela Espada. No Santuário do Instituto de Londres, Will conduziu a investigação, supervisionado por Charlotte e o Inquisidor Bridgestock. Depois que Thomas foi provado inocente, Leviatã atacou o Instituto enquanto tentava atravessar o mundo e ele lutou ao lado de sua família e amigos. Após a batalha, James voltou ao Instituto com uma história para explicar os assassinatos e o que tinha acontecido no pátio – embora Will soubesse que não era toda a verdade. Do Irmão Zachariah, Will recebeu uma mensagem de Charlotte dizendo que ela estava dando a Will o poder de investigar mais a situação, que ele decidiu começar no dia seguinte e dispensou a todos.

Naquela noite, ele estava descansando com Tessa quando Jessamine informou a ambos sobre as habilidades necromânticas de Lucie. Embora ele não acreditasse no início, Will foi ver como ela estava e a encontrou desaparecida, junto com um bilhete dizendo que ela e Malcolm tentariam ressuscitar Jesse Blackthorn. Ele procurou a ajuda de Magnus e correu para pegar James pouco antes dele embarcar em um trem para Paris com Matthew e Cordelia – para sua lua de mel, como James afirmou. Will pediu que ele os ajudasse a encontrar Lucie, pois ela ouviria James e eles aceleraram para a Cornualha na trilha de Lucie; Will jurando escutar o resto da história de James e Magnus no caminho.[10]

Vida Posterior

Quando Will se aposentou, ele passou a escrever várias histórias de Caçadores de Sombras que se tornaram muito conhecidas e respeitadas.

Em 1936, 8 meses antes de sua morte, Will e Jem receberam uma visão do Demônio Maior Belial. Os dois puderam se ver em um lugar que parecia uma terra de sonhos, onde eram crianças novamente e livres de qualquer uma das coisas que sempre os amarraram. A ilusão estava na cidade natal de Jem, Xangai, já que Jem há muito desejava ir com ele e eles puderam passar algumas horas simplesmente juntos e felizes pela última vez.[11]

Em junho de 1937, Will, aos 76 anos, morreu de velhice. Em seu leito de morte, ele foi visitado por seus amigos e familiares e, finalmente, Jem, como o Irmão Zachariah, que veio e tocou violino para ele. Jem se despediu do Caçador de Sombras, e Will então morreu cercado pelas duas pessoas que ele mais amou em sua vida: Tessa e Jem.[4]

Esperando

Embora Will nunca tenha retornado ao mundo como um fantasma – tendo morrido feliz e sem assuntos inacabados – Magnus Bane sentiu fortemente que Will ainda tinha que atravessar para o que estava além, e ao invés disso estava esperando em um rio escuro para Jem e Tessa se juntarem ele para que eles pudessem cruzar juntos.

Em 2010, Will conseguiu fazer a ponte entre os sonhos e a morte para estar temporariamente presente no casamento dos sonhos de Tessa e Jem. Lá ele parabenizou a dupla e compartilhou sua alegria,[12] pois vê-los juntos trouxe uma grande paz.[13]

Personalidade

Will é um homem carinhoso e afetuoso que arriscaria sua vida e felicidade por as pessoas que ele ama. Ele é excessivamente dramático.

Em sua juventude, quando o instinto de Will era de empurrar as pessoas para longe, Will manteve seus bons traços escondidos atrás da arrogância e do sarcasmo. Para aqueles que não o conheciam, ele parecia rude, infantil e egoísta, com sua inteligência rápida e sarcasmo. Como um adulto, Will tornou-se abertamente mais gentil e atencioso. Mesmo em situações sérias, Will manteve sua mesma atitude jovial e bem-humorada. Ele também foi um grande líder e um pensador inteligente e estratégico.

Will lê extensivamente e tem uma memória perfeita. Ele pode achar uma citação para quase toda situação e muitas vezes faz sua própria poesia (muito ruim, embora às vezes propositalmente).

Descrição Física

Will é descrito tendo olhos violeta-azul profundos e cabelo preto que cai em seus olhos. Ele tem traços elegantes: maçãs do rosto altas, cílios longos e espessos, lábios cheios, garganta elegante, e é frequentemente descrito pela maioria das pessoas como extremamente lindo. Dizem que ele se parece muito com sua mãe. Ele é musculoso, com ombros largos e mãos calejadas dos seus anos de treinamento de Caçador de Sombras. Ele também é bem alto, com quase 1,80m.

Will possui uma tatuagem do dragão galês em um local íntimo de seu corpo.[6] A runa parabatai de Will está em seu peito, sobre seu coração.[4] Quando ele era casado, uma de suas runas de casamento teria sido colocada em seu peito, conforme a tradição, e teria terminado ao lado de sua runa parabatai desbotada.[14]

Habilidades e Competências

  • Fisiologia Nephilim: Sendo Nephilim, Will possui uma variedade de habilidades físicas e mentais aprimoradas, garantidas a ele pelo sangue de Raziel em suas veias, e também as marcas angelicais do Livro Gray. Isso inclui maior força, velocidade, agilidade, resistência e coordenação, que continuam a melhorar ao longo do tempo e da prática.
    • Visão: Como um Caçador de Sombras, Will é natural e facilmente capaz de ver através da maioria das ilusões mágicas e camadas de glamour sobre a realidade.
    • Magia Rúnica: Devido ao sangue do anjo em suas veias, todos os Caçadores de Sombras são capazes de aplicar runas em suas peles sem perigo real. Essas marcas, por sua vez, geram efeitos variados e servem para beneficiar aqueles que as portam.
    • Uso de armas celestiais: Como um Caçador de Sombras, Will também é capaz de realizar tarefas exclusivas de sua espécie, como a capacidade de usar e chamar o poder dos anjos para suas lâminas serafim, bem como lidar com armas ou objetos celestiais com efeito, o que normalmente não funciona para outras espécies. Em particular, estas são ferramentas feitas de adamas e forjadas pelas Irmãs de Ferro.
  • Pontaria: Will é particularmente hábil no arremesso de facas, uma habilidade aperfeiçoada com a ajuda de seu parabatai, Jem.

Anteriormente:

  • Vínculo parabatai: Devido ao seu antigo vínculo parabatai com Jem Carstairs, Will era capaz de chamar mais força na batalha. As runas desenhadas sobre ele por Jem também davam um efeito consideravelmente mais forte.

Pertences

  • Adagas e facas de arremesso: o principal método de luta de Will, além de lâminas serafim.
  • Adaga Herondale: uma das únicas coisas que Will trouxe consigo quando saiu de casa foi uma adaga, dada a ele por seu pai, com as marcas de garças na lâmina.
  • Outros equipamentos básicos de Caçador de Sombras, incluindo: estelas, lâminas serafim, e uma luz enfeitiçada.
  • Aliança: a aliança de casamento de Will e Tessa tem um desenho de garças na frente e uma gravura de um raio na parte interna para representar a herança de Will e Tessa de Caçadores de Sombras, respectivamente. As palavras "o último sonho da minha alma" também estavam gravadas dentro, uma referência a Um Conto de Duas Cidades.[14]

Relacionamentos

Eu tinha a sensação de estar sonhando, pensando, e sentindo com você. Sonhei o que você sonhava, quis o que você queria, e então percebi que o que eu realmente queria era você. A menina por trás das cartas. Eu a amei desde o instante em que as li. E ainda amo.

–Will para Tessa, Príncipe Mecânico

Tarot Runes 2.jpg

Will inicialmente tratou Tessa como ele fazia com todos que não eram Jem: rudemente, estabelecendo imediatamente uma distância entre eles por causa da maldição que ele achava que tinha. Will inevitavelmente gostava de Tessa, especialmente depois de ler as cartas que ela escreveu para seu irmão Nate, onde Will sentia conhecer a persona de Tessa antes mesmo de passar um tempo com ela. O par ficou um pouco mais próximo por causa da persistência de Tessa em ajudá-lo e conhecê-lo, e embora Will tentasse lutar por causa da maldição que ele tinha, ele percebeu que tinha desenvolvido sentimentos por Tessa. Pela primeira vez em muito tempo, Will queria estar perto de alguém o suficiente para procurar uma maneira de quebrar sua maldição.

Quando ele ainda estava incerto sobre o que poderia ser feito sobre sua maldição, Will continuou a empurrar Tessa para longe, indo ao ponto de ofendê-la propositalmente para fazê-la diminuir seus sentimentos por ele. No entanto, quando ele percebeu que ele nunca foi amaldiçoado, Will imediatamente disse a Tessa e confessou seu amor por ela, apenas para descobrir que ela tinha acabado de ficar noiva de Jem. Will decidiu deixar de lado seus próprios sentimentos, querendo que as duas pessoas que ele amava fossem felizes.

Quando Will pensou que Jem havia morrido, e quando eles pensaram que eles estavam prestes a morrer em breve, Will e Tessa dormiram juntos. Quando eles sobreviveram à provação, Will e Tessa tornaram-se parte da recuperação um do outro, apoiando-se mutuamente à luz de sua perda de Jem. Will fez uma tentativa de cortejar Tessa apropriadamente e deu a ela o livro Um Conto de Duas Cidades no qual ele escreveu uma carta para ela. Will estava com medo de que Tessa não o amaria do jeito que ela amava Jem, mas, instigada por Jessamine, ele eventualmente propôs a ela. O casal acabou se casando e, embora isso fosse possível, foi uma surpresa para eles, tiveram dois filhos, Lucie e James.

Tarot Runes 7.jpg

Ouviu isso, James Carstairs? Somos ligados, você e eu, além da divisão da morte, por quantas gerações vierem. Para sempre.

–Will para Jem, Princesa Mecânica

Quando Jem chegou ao Instituto de Londres, ele e Will imediatamente se tornaram amigos depois que ele mostrou que não se intimidava com a atitude taciturna de Will. Quando Will soube que Jem estava morrendo, ele acreditou que a maldição não o afetaria, e a cada dia que passou desde então solidificou essa teoria, embora ele ainda considerasse Jem como seu grande pecado. Os dois logo se tornaram como irmãos e quando eles tinham 13 anos, Will pediu a Jem para ser seu parabatai. Jem recusou, mas Will apostou em uma luta de espadas e o derrotou, fazendo-o concordar. Eles passaram pela cerimônia um ano depois.

Antes de Tessa, Jem era a única pessoa com quem Will se importava de verdade e mostrava afeto. Ele pensava que sua maldição não o afetaria, porque ele já estava morrendo. Com cada dia que passava e Jem vivia, a teoria de Will se solidificava. Will cuida de Jem quando ele está fraco e compra yin fen para ele do ifrite em Whitechapel, porque Jem não consegue.

Quando descobriu que Jem amava Tessa e estava noivo dela, Will sacrificou seu amor por ela e tentou ser feliz por eles. Acreditando ser seu fardo, Will escondeu seus sentimentos de Jem. No entanto, Jem acabou descobrindo e, apesar de seus piores medos, Jem ficou aliviado em vez de zangado. Ele pediu a Will que fosse salvar Tessa, ficar com ela, protegê-la, amá-la e mantê-la feliz, pois ele não poderia fazer isso.

Jem então saiu e se tornou um Irmão do Silêncio, deixando Will com o coração partido e ele caiu em depressão por meses. Quando ele finalmente se recuperou, Will insistiu em mantê-lo como parte de sua vida e de sua família, frequentemente chamando "Irmão Zachariah" para coisas menores ou sem sentido. Ele até teve seus filhos, James – a quem ele deu o nome de Jem – e Lucie se referindo a ele como Tio Jem.

Charlotte sempre tratou Will com um amor e carinho quase maternal. Por causa de sua maldição, Will manteve uma aparência de indiferença em relação a ela, como fazia com todos os outros. Mas Will de fato se importava com ela, escolhendo manter distância para protegê-la.

Quando soube a verdade de sua maldição, Will disse a Charlotte que estava grato por tudo o que ela tinha feito por ele e como retribuição ele não iria deixá-la cometer o erro de renunciar à liderança do Instituto (como ela estava tentando fazer quando ele entrou na sala). Ele continuou a ser de grande ajuda para ela nos meses seguintes e quando ela foi nomeada Consulesa, ela colocou as condições para que ele fosse nomeado diretor do Instituto de Londres depois dela. Ela até ficou para trás em Londres nos primeiros anos antes de se mudar para Idris para treinar e ajudá-lo a assumir o comando.

Aparições

Galeria

Veja mais aqui

Curiosidades

  • Will foi nomeado em homenagem a seu avô, William Herondale.[15]
  • Will é o ancestral direto de Jace Herondale, um dos protagonistas de Os Instrumentos Mortais.
  • Como muitos dos Herondale que vieram depois dele, Will tem uma intensa aversão a patos. Na verdade, Will tem uma fobia de patos devido a um trauma de sua infância.[16]
  • Will tem uma tatuagem do dragão de Gales em sua bunda.[6][4][17]
  • A data do casamento de Will e Tessa é 3 de março de 1880.[14]
  • Will deu a Tessa uma série de presentes significativos de aniversário de casamento que Tessa ainda usa e carrega, mesmo 75 anos após sua morte. Esses presentes incluem a pulseira com runas de União Matrimonial que ela usou para o casamento, que ele havia coberto com pérolas para o trigésimo aniversário deles[18] e um cristal de alétheia de ouro no qual Magnus colocou uma lembrança feliz para o quinquagésimo aniversário.[19]
  • Por causa de como outros Nephilim viam e tratavam Tessa por sua herança, ele e sua família raramente passavam tempo em Idris,[8] exceto durante os verões que passavam na mansão Herondale.[20]
  • De acordo com seus filhos, se Will está cantando, isso significa que ele está com um humor sociável e os agarrará no momento em que os vir para relembrar sobre Gales e patos.[9]
  • Enquanto reformava o Instituto, durante seu período como diretor, sua esposa encontrou um esconderijo de cartas de amor escandalosas entre os pais de Charlotte Fairchild. Ninguém além dele e Tessa as leu.[21]
  • Will vai a um alfaiate chamado Lemuel Skyes há anos. Seu filho, James, acha que ele pode ser um lobisomem.[22]

  • Em esboços prévios, "Will estava bravo o tempo todo" e tinha um melhor amigo diferente no lugar de Jem,[23] mas o personagem foi cortado da versão final do livro.[24]
  • Seu medo de patos foi inspirado por uma experiência que a autora Cassandra Clare e sua amiga Sarah Rees Brennan tiveram com patos no Hyde Park.[25]
  • A data não oficial de morte de Will é 19 de junho, escolhida pelos fãs para o "Dia da Memória de Will Herondale" e reconhecida por Cassandra Clare.[26][27]
  • O aniversário (30 de dezembro de 1860) atribuído a Will e revelado na Edição de 10º Aniversário de Clockwork Angel contradiz o cânone previamente estabelecido: Em Príncipe Mecânico, ele disse que era três meses mais novo que Jem (cujo aniversário foi revelado em 8 de novembro de 1860, tornando-o apenas um mês mais novo), e seu ano de nascimento foi listado como 1861 na árvore genealógica "encontrada" lançada com Princesa Mecânica e Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo, embora a árvore genealógica possa ser facilmente considerada imprecisa.
  • A data do casamento de Will e Tessa foi inicialmente marcada para 9 de março de 1879, de acordo com uma versão promocional e gráfica de seu convite de casamento postada pela autora. Foi alterado antes do lançamento da história que a arte estava promovendo.[28][29]

  • Referências

    1. Edição de 10º Aniversário de Clockwork Angel
    2. "Quarenta e um", Cassandra Clare no Twitter Eua-icone.png
    3. Norte de Gales, Cassandra Clare no Twitter Eua-icone.png
    4. 4,0 4,1 4,2 4,3 4,4 4,5 Princesa Mecânica
    5. Altura dos personagens, Clare no Tumblr Eua-icone.png
    6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 Príncipe Mecânico
    7. Anjo Mecânico
    8. 8,0 8,1 Nada Além de Sombras
    9. 9,0 9,1 Corrente de Ouro
    10. Corrente de Ferro
    11. Aprendendo Sobre Perdas
    12. Nos Sonhos Começam, um extra de O Livro Branco Perdido
    13. Quandrinhos do casamento, um extra de Cidade do Fogo Celestial
    14. 14,0 14,1 14,2 Conto de Fadas de Londres, um extra de Corrente de Ouro
    15. O Herondale Perdido
    16. O Porquê de Will Odiar Patos, uma extra de Anjo Mecânico
    17. "A tatuagem de dragão de Will está na 'área buttchular'" — Cassandra Clare no Tumblr Eua-icone.png
    18. Carta de tarô com runas de união matrimonial Eua-icone.png
    19. Boletim Informativo do Shadowhunter Army de Junho de 2021 Eua-icone.png
    20. "E Tessa e Will não passam muito tempo em Idris..." Cassandra Clare no Tumblr Eua-icone.png
    21. Boletim Informativo do Shadowhunter Army de Dezembro de 2020 Eua-icone.png
    22. Boletim Informativo do Shadowhunter Army de Janeiro de 2021 Eua-icone.png
    23. Esboços prévios-Cassandra Clare no Twitter Eua-icone.png
    24. Cortado-Cassandra Clare no Twitter Eua-icone.png
    25. "Como você decidiu que Will odiava patos?" Q&A — Cassandra Clare no Tumblr Eua-icone.png
    26. "Em homenagem ao Dia da Memória de Will Herondale," Cassandra Clare em 19 de junho de 2018 no Instagram Eua-icone.png
    27. "... é o aniversário do dia em que ele morreu..." Cassandra Clare em 19 de junho de 2019 no Tumblr Eua-icone.png
    28. Snippet no Tumblr da Cassie Eua-icone.png
    29. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas wedding
    Caçadores de Sombras Notáveis
    Abigail Caçadora de Sombras | Alastair Carstairs | Alec Lightwood | Aline Penhallow | Aloysius Starkweather † |
    Amatis Herondale † | Andrew Blackthorn † | Anna Lightwood | Annabel Blackthorn † | Anush Joshi | Ariadne Bridgestock | Arthur Blackthorn † | Ash Morgenstern | Barbara Lightwood | Beatriz Mendoza | Cameron Ashdown | Cecily Herondale | Céline Herondale † | Charles Fairchild | Charlotte Fairchild | Christopher Lightwood | Clary Fairchild | Cordelia Carstairs | Cristina Rosales | David, o Silencioso | Diana Wrayburn | Diego Rosales | Divya Joshi | Dru Blackthorn |
    Edmund Herondale | Emma Carstairs | Ephraim Loss † | Eugenia Lightwood | Gabriel Lightwood | Gideon Lightwood | Grace Blackthorn | Helen Blackthorn | Henry Branwell | Hodge Starkweather † | Horace Dearborn † |
    Imogen Herondale † | Irmão Enoch | Irmão Jeremiah † | Irmão Zachariah | Isabelle Lightwood | Jace Herondale |
    Jaime Rosales | James Herondale | Jem Carstairs | Jessamine Lovelace † | Jesse Blackthorn | Jia Penhallow | Jocelyn Fray | Jon Cartwright † | Jonathan Caçador de Sombras | Julian Blackthorn | Julie Beauvale † | Kit Herondale |
    Livvy Blackthorn † | Lucie Herondale | Luke Garroway | Manuel Villalobos | Marisol Garza | Mark Blackthorn |
    Maryse Lightwood | Matthew Fairchild | Max Lightwood † | Michael Wayland † | Mina Carstairs | Tavvy Blackthorn | Rafael Lightwood-Bane | Robert Lightwood † | Roland Loss | Rosemary † | Sebastian Morgenstern † | Sebastian Verlac † | Simon Lewis | Sona Carstairs | Sophie Collins | Stephen Herondale † | Tatiana Blackthorn | Tessa Gray | Thais |
    Thomas Lightwood | Ty Blackthorn | Tobias Herondale † | Valentim Morgenstern † | Wayland, o Ferreiro |
    Will Herondale † | Zara Dearborn
    mais...
    Família Herondale
    Alexander Lightwood | Amatis Herondale † | Anna Lightwood | Auraline | Cecily Herondale | Christopher Lightwood | Cordelia Carstairs | Céline Herondale † | Edmund Herondale † | Ella Herondale † | Ephraim Loss † | Ethelred, o Herondale | Eva Blackthorn † | Gabriel Lightwood | Imogen Herondale † | Jace Herondale | James Herondale | Kit Herondale |
    Linette Herondale † | Lucie Herondale | Lydia Kingsmill † | Marcus Herondale † | Owen Herondale † | Pai do Tobias † | Roland Loss | Rosemary † | Stephen Herondale † | Tessa Gray | Tobias Herondale | Will Herondale † | William Herondale
    Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
    Advertisement