Wikia Shadowhunters BR
Advertisement
Wikia Shadowhunters BR

Uma Pyxis é uma caixa especializada usada para conter energias demoníacas. O uso de Pyxis para segurar e transportar demônios é realmente bastante antiquado e parece não ser mais praticado nos tempos modernos.[1][2]

Descrição

A Pyxis é uma caixa alta de madeira dourada. Ela é usada para capturar e armazenar com segurança a consciência dos demônios, que é na forma de uma espécie de energia, em oposição aos seres humanos, cuja consciência é a sua alma.

A do Instituto de Londres, em 1878, tinha um ouroboros queimado na frente, simbolizando as diferentes dimensões – o mundo em que vivem dentro da serpente e o resto da existência lá fora. A anterior, reivindicada por Edmund Herondale quando ele foi embora, tinha um símbolo infinito desenhado em seu lado.

História

Em 1849, quando Edmund Herondale tinha 14 anos, ele matou o demônio Marbas e, para celebrar sua primeira destruição de demônio, seu espírito foi mantido em uma Pyxis.

Por volta de 1873, anos após o exílio de Edmund, seu filho, Will, abriu a Pyxis e involuntariamente libertou Marbas, que mais tarde matou sua irmã Ella.[3]

Mais de dez anos depois, Axel Mortmain mandou Nate Gray roubar as Pyxis do Instituto de Londres, com a intenção de usar as energias demoníacas para trazer seus autômatos à vida.[4] Embora somente Caçadores de Sombras podem abrir a Pyxis, Mortmain conseguiu abri-la e liberar o Demônio Maior Armaros preso nele, apenas para transferí-lo para o corpo de um autômato.[5]

Após os eventos da Guerra Mecânica, as caixas Pyxis foram abandonadas como uma ferramenta para os Nephilim. A maioria das caixas foi destruída, embora algumas tenham sido preservadas em Idris.[2]

Em 1899, a Academia dos Caçadores de Sombras usou Pyxis segurando pequenos demônios inofensivos para seus exercícios de treinamento. Os alunos mais antigos da Academia espalharam Pyxis na floresta, com os demônios dentro de ser liberados e engajados pelos jovens estagiários. Naquele ano em particular, um grupo de alunos colocou um demônio Vetis muito perigoso dentro de uma das caixas como uma brincadeira, e um estudante foi morto no processo.[1]

ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo de Corrente de Ouro a seguir. Aconselhamos atenção!

Em 1903, Emmanuel Gast construiu uma Pyxis para capturar e manter o demônio Mandikhor que ele havia sido contratado para convocar. Depois que ele voltou para casa, no entanto, o demônio se libertou de sua caixa.

Mais tarde, os jovens Caçadores de Sombras do Enclave de Londres roubaram uma Pyxis de Hypatia Vex para recapturar e destruir o Mandikhor. Quando eles retornaram com ela para o Instituto, descobriram que estava cheia. Eles soltaram e despacharam Agaliarept – que estava preso dentro dela – e depois levaram a caixa para Tower Bridge, na esperança de encontrar o Mandikhor lá. Eles o prenderam, no entanto, ele facilmente saiu da Pyxis, destruindo-a no processo.[2]

Etimologia

A palavra pyxis originou-se da palavra grega puxos, que significa "caixa". Na cerâmica clássica, uma pyxis era uma caixa cilíndrica de argila com uma tampa usada originalmente por mulheres para armazenar cosméticos, bijuterias ou jóias. O nome deriva-se de caixas coríntias feitas da árvore de buxo (puksos).[6] O termo "Pyx" é usado para caixas litúrgicas usadas para guardar e transportar hostes consagrados em igrejas cristãs tradicionais.[7]

Essa origem grega deu lugar à palavra latina pyxis, que significa "caixa pequena", enquanto também atuava como o nome latino de uma bússola náutica e uma constelação no Hemisfério Sul.[8]

Referências

  1. 1,0 1,1 Nada Além de Sombras
  2. 2,0 2,1 2,2 Corrente de Ouro
  3. Príncipe Mecânico
  4. Anjo Mecânico
  5. Princesa Mecânica
  6. Píxide (Grécia Antiga) no Wikipédia
  7. Píxide no Wikipédia
  8. Wiktionary contributors, "pyxis," Wiktionary, The Free Dictionary, (acessado em 6 Setembro de 2019). Eua-icone.png
Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
Advertisement