FANDOM


Versão Alternativa
ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo a seguir. Aconselhamos atenção!
Porque eu sou um Caçador de Sombras.

–Mark repetindo as palavras na frente de Julian e Kieran, Dama da Meia-Noite

Mark Blackthorn, também conhecido entre algumas fadas como Miach, é um Caçador de Sombras que reside no Instituto de Los Angeles e é uma das muitas crianças Blackthorn. Ele foi um Caçador e cavalgou ao lado da Caçada Selvagem. Ele e a irmã mais velha, Helen, têm a mesma mãe fada e são parte fada.

Biografia

História

Nascido de uma fada da Corte Seelie, Lady Nerissa, e Andrew Blackthorn em 1991, Mark e sua irmã mais velha, Helen, foram criados no Instituto de Los Angeles pelo seu pai, e, como qualquer criança Caçadoras de Sombras, foram marcados quando tinham dez anos de idade, durante o qual Mark experimentou um pouco de dor, um pouco mais do que a maioria dos Caçadores de Sombras.[1] Mark tem cinco meio irmãos mais novos: Julian, Tiberius, Lívia, Drusilla e Octavian.

Apesar de ser apenas meio irmão, Mark tem uma boa relação com os irmãos mais novos. Ele até mesmo é uma das poucas pessoas que consegue lidar com Ty durante seu mau humor.

Quando crianças, os irmãos, incluindo a amiga da família Emma Carstairs, passaram muitos dias chuvosos fazendo fortalezas de travesseiros. Aos dez anos de idade, Mark era considerado o "expert das fortalezas de travesseiros", e os outros construíam os fortes sob sua supervisão.[2]

Caçada Selvagem

Mark estava com dezesseis anos quando Sebastian Morgenstern e seu exercito de Crepusculares atacou o Instituto. Mark era o segundo na supervisão e estava na sala de treinamento com as crianças e a tutora delas, Katerina. Quando a bagunça começou, Mark e Katerina saíram para investigar a situação. Lá, eles se juntaram na luta entre os membros da Clave e os Crepusculares. Depois que Katerina e o pai de Mark, Andrew, foram transformados em Crepusculares ao serem forçados a tomar do Cálice Infernal, Mark, que era para ser transformado em um Crepuscular também, foi levado para o Povo das Fadas quando Jonathan percebeu que Mark era meio fada.

Enquanto as fadas estavam decidindo o destino de Mark, Gwyn ap Nudd disse que era dele e depois de algum tempo com Meliorn o chicoteando e o torturando, Mark foi levado a acreditar que a família dele estava morta, então ele comeu e bebeu da comida das fadas que ofereceram para que Merlion não o machucasse mais. Mark aceitou que não tinha mais uma família para retornar e oficialmente se tornou um Caçador da Caçada Selvagem. Um dos olhos dele virou dourado, como parte da tradição. No Reino das Fadas, com o tempo passando de forma diferente, mesmo que não tivesse saído de casa há mais de uma semana, ele sentia como se estivesse na Caçada há muito mais tempo. E nem assim ele parou de pensar na família dele.

Durante uma de suas visitas a Corte Seelie com Gwyn e os outros Caçadores, ele ouviu alguns outros falando sobre como Gwyn tinha testemunhado Clary Fairchild, Jace Herondale, Alec e Isabelle Lightwood, e Simon Lewis chegarem a corte Seelie para falar com a Rainha Seelie. Ele então saiu de perto dos Caçadores para ir até o túnel que levava a Edom para que ele pudesse encontrar o grupo e perguntar sobre sua família. Enquanto Clary e Jace falavam para ele que seus irmãos estavam na verdade vivos, Mark ficava devastado, sabendo que ele nunca mais poderia deixar a Caçada sem permissão para se juntar a eles. Todavia, Mark pediu para ir com eles para que pudesse se reunir com a família novamente, mas Jace o parou e lembrou a Mark que ele já tinha jurado fidelidade a Caçada, o que significava que ele poderia morrer se ele deixasse as Fadas. Em vez disso, Jace convenceu Mark a simplesmente avisar os Caçadores de Sombra sobre a conspiração das fadas com Jonathan e seus guerreiros Crepusculares. Inicialmente com medo, Mark concordou. Antes que ele fosse embora, Jace deu a ele uma luz enfeitiçada para ajudar ele a continuar a ver a luz, mesmo na escuridão.

Logo em seguida, Mark enviou uma mensagem para a casa do Cônsul, que coincidentemente era onde os irmãos dele estavam. Ele mandou a mensagem em uma noz, na forma típica das fadas, prendeu a um atiçador de fogo, e jogou pela janela deles. Um contente Ty encontrou a mensagem e deu para Jules e Emma, que passaram para a Consul, Jia Penhallow. Jules confirmou que foi Mark quem enviou porque ele assinou com uma marca de sangue a estampa do anel da família deles. Jules e Emma insistiram com a Consul para que tentasse trazer Mark de volta para eles.

Depois da Guerra Maligna, por causa do sangue de fada dele, alguns membros da Clave, particularmente Lazlo Balogh e a Sra. Sedgewick, questionaram a lealdade de Mark e Helen para com os Nefilim, e propuseram que eles debatessem o destino dos dois. A maior parte dos membros da Clave, a maioria que estava furiosa e não conseguia perdoar a traição das fadas, votou em deixarem de lado a busca para o retorno de Mark, apesar da objeção da família dele. Da mesma forma, sua irmã meio-fada, Helen, foi exilada na Ilha Wrangel sob o pretexto de ser enviada para estudar as barreiras.[1]

Apesar de Mark não fazer amigos entre os da Caçada, ele eventualmente fez amizade com o novo recruta: Kieran, um ex-príncipe da Corte Unseelie. Eles começaram a andar juntos, e eventualmente, acabaram se apaixonando.

Por anos depois de ter sido tirado deles, o quarto de Mark no Instituto foi deixado intocado. Finalmente, em seu décimo oitavo aniversário em 2009, Julian limpa a sala, colocando todos os pertences de Mark em caixas de armazenamento. Embora a sala estivesse vazia, ela permaneceu vazia e intacta durante anos.[3]

Nessa época, no mundo humano — e muito mais tempo para Mark, no tempo das fadas —, o Ascendente Simon foi levado para o Reino das Fadas. Quando ele descobriu que Simon deveria ser um Nephilim, ele ajudou Simon a escapar da prisão de Hefeydd, perguntando-lhe sobre sua família antes de partir. Mark não se importou de ter sido pego ajudando Simon e Isabelle a escapar.[4]

Retornando para Casa

Em agosto de 2012, Mark foi devolvido aos Blackthorn como moeda de troca. Iarlath e Kieran levaram-no ao Instituto de Los Angeles e prometeram aos Blackthorn que o devolveria se eles ajudassem a investigar os recentes assassinatos das fadas — uma transação que deveria ser mantida em segredo já que ia contra as leis da Paz Fria. O acordo era que se o responsável pelas mortes das fadas fosse trazido a eles para a justiça, Mark teria o direito de escolher se retornaria à caça ou se permaneceria com sua família.

Sem que eles soubessem, Mark foi devolvido porque sabiam que sua presença garantiria que o negócio não chegaria aos ouvidos da Clave, e assim as crianças não seriam capazes de pedir ajuda a eles e os planos do Guardião iriam proceder sem obstruções.

CJ Mark & Cristina 01

Cristina cortando os cabelos de Mark

CJ Mark & Kieran 02

Mark e Kieran no armário de casacos do Teatro da Meia-Noite

Enquanto Mark inicialmente tinha alguns problemas para se adaptar à vida de Caçador de Sombras com sua família e ansiava pela liberdade da Caçada, Mark logo começou a se acostumar com ela e se uniu à convidada Cristina Rosales, que o ajudou a lidar com a situação. Ele e Kieran tiveram encontros secretos ocasionais, mas durante uma visita programada, Kieran o encontrou junto de Cristina e suspeitou de seu vínculo como sendo mais do que amigável.

Ao presenciar Mark contar uma história sobre fadas casualmente à Cristina, Kieran o denunciou para Iarlath, dizendo-lhe que Mark tinha dito segredos das fadas para um Caçador de Sombras. Iarlath decidiu que sua punição seria vinte açoites, algo que Kieran, que só esperava que Mark voltasse à Caçada, não previu. Não querendo que Mark se machucasse, Julian e mais tarde Emma aceitou as chicotadas por ele. Este incidente fez Mark ver Kieran sob uma luz diferente, culpando-o pela dor de Jules e Emma e começou a tratá-lo com desprezo, essencialmente "rompendo" com ele. Depois disto, Mark disse a Jules que tinha decidido: que ele ficaria com sua família e não voltaria para a Caçada.

Eles souberam que Malcolm Fade era o assassino — dos pais de Emma, ​​e aquele por atrás dos assassinatos sobrenaturais recentes que eles estavam investigando — um pouco tarde demais, já que ele já havia sequestrado seu irmão, Tavvy, para o ritual. Kieran insistiu em ajudá-los e informou-os de que Iarlath estava ligado a Malcolm. Querendo estar completamente preparado, Mark pediu a Jules para que marcasse sua pele com uma runa — algo que ele constantemente se opôs durante suas primeiras missões. Juntos, todos foram para o ponto de convergência para enfrentar Malcolm e lutaram contra seus servos para resgatar Tavvy.

Depois de derrotarem Malcolm, a destruição do local de convergência alertou a Clave de sua atividade necromântica. O Inquisidor, Robert Lightwood, foi ao Instituto, e a presença de Mark foi dispensada quando Julian e até Diego mentiram sobre as circunstâncias que envolviam sua investigação e seu retorno. Quando Ty disse a ele que ele ficar significava que ele poderia finalmente substituir Jules e assumir suas responsabilidades, Mark se sentiu sobrecarregado e recusou. Mark sentiu que tinha machucado Ty através de suas palavras e tentou encontrar consolo em Cristina, mas foi interrompido quando a viu beijando Diego. Essas coisas fizeram Mark de repente se arrepender de sua decisão de ficar.

Mais tarde, Emma pediu a Mark que fingisse estar em um relacionamento com ela por causa de Julian. Ele concordou, mas questionou se eles teriam que mentir e fingir.[3] Eles se beijaram, mas Mark parou quando Emma começou a chorar. Ele confiava no motivo de Emma – que era por causa da preocupação de Julian com o relacionamento vai-e-volta dela com Cameron Ashdown, embora ele dissesse a Emma para pelo menos informar Cristina.[5]

Salvando Kieran

Para manter a pretensão de que eles estavam namorando na frente de sua família, Mark e Emma passavam muito tempo juntos, especialmente algumas noites em que ele dormia no quarto dela, embora ele dormisse no chão e deixasse Emma ficar com a cama. Eles passaram aquelas noites falando sobre várias coisas, mas Mark evitou discutir Cristina.

Pouco depois, Gwyn foi até ele e lhe disse que Kieran estava prestes a ser executado na Corte Unseelie. Embora Mark a princípio se tivesse se recusado a salvá-lo, ele não conseguiu resistir; ele saiu do Instituto certa noite e pegou a estrada da lua para Faerie. Ele foi seguido por Emma, Jules e Cristina, com a ajuda do medalhão desta última. Nas Terras Unseelie, eles notaram partes da terra afetadas por uma misteriosa praga.

Enquanto descansava uma noite, ele e Cristina foram levados para longe de seu acampamento e se viram em uma festa. Ele e Cristina se entregaram às festividades; eles beberam – suco regular, do qual Mark se certificara – e dançaram. Sem que eles soubessem, uma fada na festa colocou uma maldição sobre eles quando seus pulsos foram amarrados com uma fita. A certa altura, eles decidiram dar um tempo na festa e o casal compartilhou um beijo. Mark então soube que Cristina o beijou acreditando que estava sob a influência de uma bebida feérica, o que machucou e irritou Mark. Enquanto Cristina tentava se desculpar e explicar que gostava dele, acidentalmente disse a Mark que o relacionamento falso de Emma era porque Julian estava apaixonado por Emma.

Percebendo que estava machucando o irmão, Mark imediatamente disse a Emma que queria acabar com as coisas. Embora inicialmente discordasse, ela respeitou os desejos dele e, ao retornar, Emma anunciou à família que eles haviam terminado.

Naquela noite, eles resgataram Kieran da execução. Sendo gravemente ferido, Mark foi forçado a carregá-lo e apoiá-lo enquanto eles escapavam. Através das divagações confusas de Kieran, Mark descobriu que Kieran não se lembrava de traí-lo ou ao seu rompimento. Ao tentarem fugir dos homens do Rei, eles foram salvos pela tia de Mark, Nene, na Corte Seelie. Ela os levou para um quarto de hóspedes e começou a trabalhar na cura de Kieran.

AD LoS Poster 01

Voltando para o Instituto de Londres.

Logo eles tiveram uma audiência com a Rainha. Ela ofereceu a eles os meios para acabar com a Paz Fria e, por sua vez, o retorno de sua irmã Helen, se eles lhe trouxessem o Volume Negro dos Mortos. Ela desejava que Kieran fosse seu mensageiro para a Clave para entregar sua oferta de aliança ao derrubar o Rei Unseelie. Kieran inicialmente fez um juramento de lealdade a Mark, mas depois que Julian disse que não, porque o amor complica as coisas, ele escolheu Cristina, principalmente – como Mark suspeitava – para incomodá-lo. Com Mark nas costas de Lança do Vento com Kieran, todos eles voaram com a Caçada Selvagem para voltar para sua família.

Ao chegar ao Instituto de Londres e discutir tudo, foi decidido que Mark teria que fingir que ainda estava em um relacionamento com Kieran. Ele odiava mentir, mas entendeu que era a única maneira de garantir que Kieran testemunhasse para que eles pudessem recuperar Helen. Kieran rapidamente percebeu a distância de Mark e este usou a explicação que Cristina lhe dera quando ele a confidenciou na Corte Seelie: que ele passara o tempo todo na Caçada precisando de Kieran, não teve tempo de pensar se eles eram bom um para o outro e se ele o teria escolhido de outra maneira. Kieran relutantemente entendeu e permitiu a Mark espaço para tentar entender o que eles significavam um para o outro.

No entanto, quando o feitiço de ligação entre Mark e Cristina foi descoberto, Kieran ficou com ciúmes e chateado; acusando-os de terem feito isso de propósito. Pouco tempo depois, Magnus Bane e sua família chegaram e Magnus imediatamente começou a trabalhar para quebrar o feitiço. Embora Kieran tenha se desculpado pela acusação e concordado em falar com seu irmão Adaon sobre como quebrar esse feitiço, o ciúme de Kieran permaneceu e causou ainda mais tensão entre eles.

Nos dias seguintes, enquanto Julian estava fora, Mark estava no comando de seus irmãos. Então, quando os Cavaleiros de Mannan foram atrás deles, Mark fez todo o possível para encontrar Livvy, Ty e Kit, que estavam recuperando ingredientes para o antídoto para o feitiço de ligação. Depois de perceber que nada que eles tinham podia ser usado para encontrá-los, Mark usou a bolota de Diana, chamando Gwyn e arriscando sua raiva para pedir sua ajuda. Apesar de sua infelicidade, Gwyn cedeu e concordou em encontrá-los, e de fato salvou suas vidas e os trouxe de volta ao Instituto.

Naquela noite, enquanto tentava alcançar seu irmão, Kieran recuperou suas memórias. Kieran, razoavelmente magoado e com raiva, saiu furioso. Mark, seguindo Cristina, encontrou-o escondido no Santuário e pediu para falar com ele. Mark explicou que não o odiava e, na verdade, o perdoara e ainda o amava, e que ele planejara contar imediatamente após o testemunho, porque odiava mentir para ele. Durante a palestra, ele também confessou que ama Cristina. Kieran então disse que acreditava nele e, com base em sua conversa com Cristina, entendeu que estava simplesmente desesperado antes de sua irmã voltar. Kieran continuou dizendo que iria testemunhar para compensar o que fez com Julian e Emma, pois agora as dívidas dele e de Mark estariam pagas e, após o testemunho, eles estariam terminados um com o outro. Mark tentou protestar, mas eles foram interrompidos pela chegada dos Cavaleiros.

Na batalha que se seguiu, Mark foi atrás de Delan primeiro. Mais tarde, ele foi visto lutando ao lado dos gêmeos tentando impedir os Cavaleiros de bloquearem a entrada. No entanto, no final da batalha, Mark foi pego com a espada de Eochaid nas costas. Felizmente, Annabel Blackthorn veio varrendo o pátio e desviou a atenção com uma demonstração do Volume Negro. Magnus logo se juntou a eles também e despachou os Cavaleiros de suas armas, levando-os a fugir.

Na reunião em Alicante, Mark ficou preocupado com a segurança de Kieran, especialmente após o aparecimento da Tropa. Cristina garantiu que ele ficaria bem, pois ela tinha um plano em prática. Quando Helen chegou ao salão, Mark a envolveu em um grande abraço. Mark mencionou ter conhecido a tia e eles fizeram planos para realmente conversar e se atualizar naquela noite. No entanto, a reunião teve uma reviravolta terrível, resultando em Annabel matando o Inquisidor Robert Lightwood e Livvy. Ty desmaiou depois que Livvy caiu e Mark foi, tremendo, até ele.[5]

Vigilância de Livia

Após a morte de Livvy, Mark foi incumbido de dar a notícia a Tavvy. As coisas não correram bem e Mark ficou muito chateado por não poder ajudar mais, pois mal conhecia sua família. No funeral, ele tentou conversar com seus irmãos e confortá-los, mas não conseguiu encontrar a coisa certa a dizer. Mais tarde, ele confidenciou a Cristina que achava que não podia conversar com seus irmãos sobre isso, porque já havia lamentado a morte de Livvy na Caçada e que sua dor era diferente.

Logo após os funerais, Julian, Emma e Diana foram chamados ao escritório de Jia, onde ela os informou que Horace Dearborn, como o novo Inquisidor, planejava interrogar Mark, Helen e quaisquer outros Seres do Submundo (ou parte Seres do Submundo) que estavam em Alicante. Ela disse a eles que Magnus e Alec estavam planejando abrie um Portal para partir naquela noite e recomendou que eles fizessem o mesmo. No Instituto, Mark notou que Helen estava tendo dificuldades para se conectar com os irmãos mais novos. Ele a confortou, ofereceu seu conselho e assegurou-lhe que tinha sido da mesma maneira para ele a princípio, mas que eles se aproximariam.

AD Mark & Cristina 01

Mark e Cristina lutando contra demônios Harpia.

Mark foi com Cristina investigar algumas linhas ley que Catarina Loss achava que poderiam estar corrompidas. Enquanto estavam lá, ele e Cristina foram atacados por uma horda de demônios Harpia. Embora eles os tenham combatido bem, havia muitos e então eles tentaram fugir, mas falharam. Felizmente, Kieran os viu a caminho do Instituto de Los Angeles, nas costas de Lança do Vento, e rapidamente os ajudou a subir na parte traseira do cavalo para escapar. De volta ao Instituto, Kieran disse que ouvira a Tropa na Scholomance falando sobre Julian e Emma em uma missão suicida em Faerie. O trio imediatamente começou a fazer planos de ir a Faerie para resgatá-los. Cristina pediu auxílio para Jaime Rosales e, uma vez que ele chegou com a Eternidad, eles partiram para a Encruzilhada de Bram.

Eles desembarcaram em Faerie no meio da festa do príncipe Oban e descobriram que haviam perdido a procissão da Rainha da qual Julian e Emma faziam parte. Num acesso de raiva, Mark pegou uma bebida de Tom Tildrum, assumindo que era apenas suco de frutas como da última vez, e desmaiou. Kieran e Cristina o levaram a uma clareira na estrada, onde esperavam estar seguros. Mark acordou e viu Kieran e Cristina dando um beijo, mas antes que ele pudesse dizer muito, eles foram cercados por Manuel Villalobos e pelos guardas de Oban. Embora ele e Kieran tenham sido capturados, Cristina conseguiu escapar para obter ajuda.

Oban e Manuel decidiram levá-los ao Rei na esperança de trocá-los pelas mortes de outros prisioneiros. Acorrentados à sela de Oban, eles foram forçados a seguir o caminho da punição, onde deveriam ser repreendidos e abusados, mas não houve golpes. Surpreso, Mark ouviu os feéricos ao longo do caminho trocarem histórias da bondade de Kieran e sua aversão pelo Rei. Depois eles foram levados perante o rei na Torre Unseelie. Para seu choque, Cristina, Emma, Julian, Jace e Clary foram levadas por Adaon pouco tempo depois. Uma luta logo começou e, uma vez que ele estava livre de suas correntes, ele escapou com Cristina e os outros usando a Eternidad, mas não antes de Kieran matar o Rei.

Quando eles apareceram no Instituto, Julian e Emma apareceram separadamente apenas momentos depois, mas claramente estavam em algum outro lugar, pois haviam chegado com roupas estranhas, gravemente feridos e inconscientes. Mark ficou com Julian, mantendo um olho nele até que ele acordou três dias depois. Ele e Emma contaram a história de uma terra chamada Thule e tudo o que aprenderam lá que poderia ajudá-los agora e o grupo começou a conversar sobre estratégia.

Na noite seguinte, enquanto patrulhavam o perímetro, ele e Kieran começaram a discutir sobre Faerie e Kieran expressou como temia que ninguém estivesse cuidando de sua terra nos planos que discutiram. Mark sugeriu que ele o fizesse, como Rei, e mais tarde naquela noite Gwyn sugeriu o mesmo, embora Kieran tivesse recusado os dois. Após a chegada de Cristina, Kieran anunciou que amava e desejava os dois, e gostaria de estar com os dois. Mark ficou horrorizado, assumindo que, como ela não era fada, ficaria repelida por tal sugestão, mas ela o surpreendeu dizendo apenas que temia que ambos a deixassem. Mark garantiu que não, e todos começaram a se abraçar e beijar. Em seu novo relacionamento, Mark e Cristina fizeram o possível para apoiar Kieran quando ele percebeu que teria que se tornar rei e garantir que ele seria um ótimo monarca.

Julian logo organizou um conselho de guerra e criou uma resistência contra a Tropa – que ele chamara de Vigilância de Livia – que interromperia o próximo confronto e os enfrentaria. Mark estava entre o primeiro grupo a se aproximar dos Campos Eternos e começou a antagonizar Oban, chamando-o de "príncipe", não de "rei", que outros logo seguiram o exemplo. Durante esse confronto, Kieran desafiou Oban pelo trono através de uma batalha mortal, o que surpreendeu Mark. No decorrer da batalha, Mark e Cristina lutaram para ajudar Kieran. Mark chamou Gwyn para distrair alguns dos gurdas vermelhos que atacavam Kieran, indo atrás de Oban. Mark conseguiu chegar ao seu lado e ele e Kieran lutaram contra Winter juntos até Cristina matar Oban. Nesse momento, ela e Mark começaram a proclamar que Kieran agora era o rei, e Winter e os outros começaram a se ajoelhar para ele.

No entanto, a batalha ainda não havia terminado. A Tropa ainda estava lutando, alguns dos feéricos estavam confusos e ainda atacavam, e os Cavaleiros apareceram e não estavam ouvindo as ordens de Kieran. Mark se viu perdendo na batalha com Eochaid, mas logo Cristina, Julian, Kieran, Winter e até Diego apareceram para ajudar, embora, é claro, isso significasse que mais Cavaleiros também vieram. Eles lutaram ferozmente até Hypatia Vex aparecer e usar sua magia para varrer todos os Cavaleiros pelo campo por um suspiro temporário. Mark e Cristina foram os primeiros a perceber que Julian e Emma se levantaram como Verdadeiros Nephilim – tornando-se gigantes imbuídos de fogo celestial. Sob a sugestão de Dru, contra os avisos dos outros, todos os irmãos marcharam para se colocar diante deles e conseguiram acalmá-los.

AD Diana, Kieran, and the Blackthorns

Mark, seus irmãos, Kieran e Diana tentando acalmar Emma e Julian

Alguns dias após a batalha, Kieran revelou que tinha que voltar para Faerie para sempre. Que, como Rei, ele não poderia ficar longe da terra por muito tempo e não poderia ter consortes mortais. Mark e Cristina ficaram arrasados por não poderem mais vê-lo, mas se confortaram em pelo menos ter um ao outro. Ainda assim, Cristina estava decidida a encontrar uma maneira de que todos ainda pudessem estar juntos, e ela e Mark estenderam a mão para Adaon em busca de seu chalé – como existia em terras que não eram nem de fadas nem mortais, eles esperavam que existisse fora das leis. Adaon não respondeu e esperou algum tempo para oferecê-lo a Kieran. Uma vez que acabou aceitando, Kieran voou para se juntar a eles na praia, onde estavam comemorando o casamento de Magnus e Alec Lightwood.

Com a Clave em exílio e Alec agora como o Cônsul, Alec se aproximou de Mark e perguntou se ele se ocuparia em ajudar a chefiar a Aliança entre Caçadores de Sombras e Submundo e ser um embaixador das fadas. Ele também estendeu a oferta a Cristina, considerando seu conhecimento e o relacionamento de sua família com as fadas. Embora isso fosse o que Mark desejava – uma maneira de fazer a diferença nas duas partes do mundo – ele estava apreensivo por deixar sua família e se mudar para Nova York. Julian o convenceu a aceitar e ele e Cristina foram para lá para fazer parte da aliança.[6]

Descrição Física

Mark é alto, magro, tem ombros largos e também os olhos azuis esverdeados dos Blackthorn. Entretanto, desde que Mark se tornou parte da Caçada Selvagem, seu olho direito começou a virar dourado. Como Helen, ele também tem orelhas pontudas e um cabelo loiro dourado pálido e ondulado. Como os dois compartilham o sangue de fada da mãe, os dois tem uma estrutura física delicada.

Mark tem cicatrizes nas costas por ter sido chicoteado e espancado durante seu tempo na Caçada Selvagem, e em um momento em que runas foram esculpidas em sua pele com facas.

Enquanto Mark estava fora por cinco anos mortais, o tempo passou de maneira diferente em Faerie e assim Mark envelheceu de forma diferente. Ele parece ser cerca de três anos mais jovem do que realmente é, parecendo estar em torno da mesma idade que Julian.

Personalidade e Traços

Mark é muito sério e sombrio, tendo estado vivo por muito mais tempo do que a idade dele sugeriria, e tendo passado por muitos traumas para alguém de sua idade. Além disso, por causa do tempo que ele passou longe de seres humanos e entre fadas, Mark não capta mais facilmente o sarcasmo ou humor.

Quando era mais jovem, Mark era impaciente e ficava facilmente entediado. Como todo adolescente típico, Mark acreditava ser mais maduro e por isso superior aos seus irmãos mais novos. Apesar disso, ele amava e se importava com eles profundamente.

Mark também gosta de ler.

Competências e Habilidades

  • Fisiologia Nephilim: Sendo Nephilim, Mark possui uma variedade de habilidades físicas e mentais aprimoradas, garantidas a ele pelo sangue de Raziel em suas veias, e também as marcas angelicais do Livro Gray. Isso inclui maior força, velocidade, agilidade, resistência e coordenação, que continuam a melhorar ao longo do tempo e da prática.
    • Visão: Como um Caçador de Sombras, Mark é natural e facilmente capaz de ver através da maioria das ilusões mágicas e camadas de glamour sobre a realidade.
    • Magia Rúnica: Devido ao sangue do anjo em suas veias, todos os Caçadores de Sombras são capazes de aplicar runas em suas peles sem perigo real. Essas marcas, por sua vez, geram efeitos variados e servem para beneficiar aqueles que as portam.
    • Uso de armas celestiais: Como um Caçador de Sombras, Mark também é capaz de realizar tarefas exclusivas de sua espécie, como a capacidade de usar e chamar o poder dos anjos para suas lâminas serafim, bem como lidar com armas ou objetos celestiais com efeito, o que normalmente não funciona para outras espécies. Em particular, estas são ferramentas feitas de adamas e forjadas pelas Irmãs de Ferro.
  • Especialista em combate corpo-a-corpo: Mark é altamente qualificado em combate armado e desarmado.

  • Audição aprimorada: Por causa de seu sangue feérico, Mark tem um melhor senso de audição do que outros, embora não tanto quanto o de uma fada pura, mas a sua se compararia quando ajudada por runas de Caçadores de Sombras.[5]
  • Imunidade às fraquezas feéricas: Embora ele seja parte fada, as coisas que afetam e enfraquecem outras fadas não o prejudicam, como seu nome de fada, madeira de sorveira e ferro puro, embora os dois últimos possam incomodá-lo.
  • Processo de cura acelerado: Mark e todos os Caçadores são protegidos por magia que acelera significativamente o seu processo de cura, embora isso não lhes permita se recuperar tão rápido quanto uma iratze dos Caçadores de Sombras permitiria, e as feridas não curam completamente e podem deixar mais cicatrizes do que quando uma iratze é usada.
  • Detecção:Devido aos seus anos de treinamento entre as fadas, Mark é capaz de sentir certos elementos, tais como as linhas ley e as convergências.
  • Boa pontaria: Mark é um mestre em tiro com arco e é um atirador espetacular, devido a seus anos de experiência como um Caçador.
  • Discrição: A Caçada Selvagem e o fato de viver com fadas treinaram Mark para ser incrivelmente gracioso, permitindo-lhe fazer pouco ou nenhum som quando se desloca. Com essa habilidade, Mark frequentemente assusta as pessoas e as pega de surpresa, já que elas não ouvem sua abordagem.

Pertences

  • Corcel Feérico: O corcel feérico marrom de Mark enquanto ele estava com a Caçada; sua substância e natureza mágicas permitia que mudasse sua forma de um cavalo para qualquer coisa que coubesse em qualquer mundo – como uma motocicleta, que ainda pudesse voar, no mundo mundano. Foi destruído por um demônio Mantid.
  • Arcos e flechas: Como membro da Caçada Selvagem, Mark usava arcos e flechas frequentemente.
  • Flecha de elfo: Dado por Kieran, Mark era habilidoso e capaz de dominar o uso da arma mortal e venenosa das fadas. Tornou-se sua arma favorita.[2] Mark costumava usar sua ponta em uma corrente ao redor de seu pescoço, embora ele eventualmente a devolveu a Kieran.[3]

Relacionamentos

Romances

Kieran havia conversado com Mark e o ouvido; uma pessoa não percebe o quanto se perde quando ninguém fala com você como se você fosse uma pessoa com coisas que valem a pena dizer até que se passasse o tempo suficiente para que o desespero fosse tão intenso que você começasse a falar com pedras e árvores. Kieran havia devolvido a Mark sua humanidade pela graça do afeto comum e agora Mark não sabia como viveria sem isso.

Queima de Estrelas

LBH Kieran & Mark 01

A primeira vez de Mark e Kieran.

Kieran e Mark se conheceram na Caçada Selvagem, onde Kieran, ao contrário dos outros, foi amigável com Mark. Cavalgando juntos na caçada, Kieran mostrou a Mark coisas que só o Povo das Fadas conhecia; gelo deitado em silêncio e prata sob o luar, e vales escondidos, que floresce com flores da noite. Eventualmente, eles se apaixonaram e Kieran deu em Mark seu primeiro beijo. Kieran era o único membro da caça que Mark poderia confiar e dizer-lhe que ele ainda era um Caçador de Sombras.

Quando Mark foi devolvido aos Blackthorn, Kieran ficou de olho nele. Quando Kieran, sob a crença de que ele estaria salvando Mark de uma mentira que Iarlath disse a ele,[5] acidentalmente fez seu irmão Julian e sua amiga Emma passar por problemas, Mark furiosamente interrompeu seu relacionamento. No entanto, isso não impediu Kieran de ajudar os Blackthorns em seu momento de necessidade depois disso.

Quando Kieran estava para ser executado na Corte Unseelie, Mark o salvou, e quando eles perceberam que Kieran não tinha nenhuma lembrança de sua traição ou sua separação, mas precisava que ele cooperasse com eles, Mark desempenhou um papel para fingir que seu relacionamento ainda existia. Sua distância de Kieran não passou despercebida por ele, e Kieran ficou amargo em perceber que foi usado uma vez que suas memórias foram devolvidas. Com a ajuda de Cristina, Kieran ouviu Mark e disse que depois de pagar sua dívida com a família de Mark, eles dariam por encerrado o que quer que tivessem.

Logo Kieran confessou que não poderia terminar com Mark e ele concordou. Eles então continuaram seu relacionamento com a adição de Cristina Rosales – a quem os dois haviam passado a amar.

Fui sincero quando disse que você é linda. Eu a quero.

–Mark para Cristina, Dama da Meia-Noite

LBH Mark & Cristina 01

Mark e Cristina em Senhor das Sombras

Quando Mark voltou para o Instituto, Cristina era a única pessoa com quem ele se sentia confortável. Como ela era a única que ele nunca tinha visto antes, ela não esperava que ele se lembrasse dela ao contrário dos outros. Cristina o ajudou a se sentir mais confortável no Instituto e em torno de sua família, mesmo cortando o cabelo dele para fazê-lo parecer mais como um Caçador de Sombras.

Quando o ex-namorado de Cristina, Diego, apareceu, Mark mostrou alguns sinais de ciúme. Quando ele precisou conversar com Cristina acreditando que ela seria a única capaz de entender seus sentimentos, ele acabou encontrando Cristina e Diego se beijando e partiu, sentindo-se arrasado, pensando que ele tinha tido a ideia errada sobre sua relacão com ela.

Os sentimentos de Mark por ela, e vice-versa, se desenvolveram ainda mais romanticamente, principalmente quando se tornaram livres para demonstrar seus sentimentos quando Mark se separou de Kieran e Cristina de Diego, que se tornou possível graças ao tempo e as provações que passaram juntos.

As coisas rapidamente ficaram complicadas depois que eles resgataram Kieran e perceberam que Kieran não tinha lembrança de sua separação. Eventualmente, o trio percebeu que todos se amavam e queriam ficar juntos, então começaram um relacionamento poli-amoroso.

Família

Você me ensinou a voltar a ser parte de uma família.

–Mark para Julian, Rainha do Ar e da Escuridão

Julian é o irmão mais novo de Mark. Como crianças, Mark e Jules agiam como a maioria dos irmãos: eles lutavam e brigavam e se irritavam, mas cuidavam uns dos outros. Quando eles foram separados, Mark ficou completamente preocupado com o bem-estar de Julian e dos outros irmãos. Depois de se reunir com eles depois de muito tempo, Mark sentiu que já não conhecia Jules, que havia mudado tanto desde a última vez que se viram, e ocasionalmente se chocavam com certas decisões que ele tomava. No entanto, Mark estava orgulhoso dele por ser capaz de manter sua família sozinho.

Não tem nada de errado com Ty, mas ele é diferente, e a Clave odeia tudo que é diferente. Eles vão tentar puni-lo, por ser quem ele é. Eles puniriam uma estrela por brilhar.

–Mark para Simon sobre Ty, Língua Afiada

Ty é o irmão mais novo de Mark. Eles se dão bem e se divertem juntos. Mark é até uma das poucas pessoas que consegue chegar até Ty durante seu mau humor. Quando Mark colocou manteiga em seu microscópio, Ty, que é extremamente cuidadoso com seus pertences, pareceu se divertir. Quando Julian disse a Mark que ele precisava agir de maneira mais normal em público, Ty defendeu Mark. Por um tempo, Mark não percebeu a gravidade da expectativa de Ty nele, mas quando o fez, Mark se sentiu pressionado e oprimido.

Helen é a irmã mais velha de Mark. Mark sempre sentiu uma conexão especial com Helen, já que ambos são meio-fadas. Quando eles se reuniram após o exílio de Helen e o retorno de Mark pela primeira vez em cinco anos, Mark a abraçou fortemente e eles fizeram planos para conversar mais tarde naquela noite.[5] Quando Helen estava tendo problemas para se conectar com seus irmãos após a morte de Livvy, Mark a confortou e disse a ela que passou exatamente pela mesma coisa quando voltou para casa.[6]

Amigos

Mark e Emma se tornaram mais próximos depois de seu retorno da Caçada Selvagem, devido à maturidade de ambos e responsabilidades compartilhadas, em comparação com antes da Guerra Maligna com sua lacuna de idade de quatro anos. Por um tempo, Emma pediu a Mark para fingir e deixar os outros acreditarem que eles estavam namorando. Mark perguntou se eles poderiam tornar isso real e a beijou, mas parou quando Emma começou a chorar. Em vez disso, Mark concordou com o pedido dela, inconsciente da verdadeira razão, e se aproximou ainda mais de Emma durante esse tempo, compartilhando muitos momentos de união durante as noites em que dormiam nos quartos um do outro.

Aparições

Galeria

Veja mais aqui

Eimologia

Seu nome completo é Mark Anthony Blackthorn, seguindo a tradição Blackthorn de ter nomes gregos ou latinos. Ele foi nomeado por causa de Mark Anthony,[7] amante de Cleópatra e um amigo fiel de Júlio Cesar, o qual seu irmão Julian foi nomeado por causa dele.

Curiosidades

  • Como sua irmã e a maioria das outras fadas,[8] Mark é bissexual.[3]
  • Mark costumava gostar de café antes de sua estadia na Caçada Selvagem; agora ele odeia.[3]
  • A verdadeira idade de Mark, incluindo o tempo que passou no Reino das Fadas com Helen e Nerissa e com o tempo que passou com a Caçada Selvagem, é desconhecido. Sua idade de início desde que se juntou ao mundo humano foi uma estimativa dada por Andrew, que inventou seus aniversários para finalidades de celebração.
  • Mark é um especialista em atirar facas e punhais. Ele também é hábil na espada longa[5] e no chicote.[6]
  • Mark não é muito cozinheiro, mas inventou um sanduíche de donut – um donut cortado ao meio com geléia, manteiga de amendoim e mel no meio – que sua família passou a gostar e pedir a ele.[6]
  • Mark teve um peixinho dourado ao qual ele deu o nome do feiticeiro Magnus Bane.[5]

  • Seus aniversários podem eventualmente ser revelados na série "se eles encontrarem alguém que possa lhes dizer."[9]
  • Os primeiros planos de Clare para Mark envolvia ele favorecendo lâminas curvas de um único lado, como katanas, como suas armas primárias.[10]

Referências

Família Blackthorn
Adelaide Blackthorn † | Aline Penhallow | Andrew Blackthorn † | Annabel Blackthorn † | Arthur Blackthorn † |
Dru Blackthorn | Eleanor Blackthorn † | Ephraim Loss † | Eva Blackthorn † | Felix Blackthorn | Grace Blackthorn |
Helen Blackthorn | Jesse Blackthorn | John Blackthorn † | Julian Blackthorn | Livvy Blackthorn † | Lucie Herondale |
Malcolm Fade † | Marjorie | Mark Blackthorn | Nerissa † | Rupert Blackthorn † | Tatiana Blackthorn | Tavvy Blackthorn | Tristan Blackthorn † | Ty Blackthorn
Caçadores de Sombras Notáveis
Abigail Caçadora de Sombras | Alastair Carstairs | Alec Lightwood | Aline Penhallow | Aloysius Starkweather † |
Amatis Herondale † | Andrew Blackthorn † | Anna Lightwood | Annabel Blackthorn † | Anush Joshi | Ariadne Bridgestock | Arthur Blackthorn † | Ash Morgenstern | Barbara Lightwood | Beatriz Mendoza | Cameron Ashdown | Cecily Herondale | Céline Herondale † | Charles Fairchild | Charlotte Fairchild | Christopher Lightwood | Clary Fairchild | Cordelia Carstairs | Cristina Rosales | David, o Silencioso | Diana Wrayburn | Diego Rosales | Divya Joshi | Dru Blackthorn |
Edmund Herondale | Emma Carstairs | Ephraim Loss † | Eugenia Lightwood | Gabriel Lightwood | Gideon Lightwood | Grace Blackthorn | Helen Blackthorn | Henry Branwell | Hodge Starkweather † | Horace Dearborn † |
Imogen Herondale † | Irmão Enoch | Irmão Jeremiah † | Irmão Zachariah | Isabelle Lightwood | Jace Herondale |
Jaime Rosales | James Herondale | Jem Carstairs | Jessamine Lovelace † | Jesse Blackthorn | Jia Penhallow | Jocelyn Fray | Jon Cartwright † | Jonathan Caçador de Sombras | Julian Blackthorn | Julie Beauvale † | Kit Herondale |
Livvy Blackthorn † | Lucie Herondale | Luke Garroway | Manuel Villalobos | Marisol Garza | Mark Blackthorn |
Maryse Lightwood | Matthew Fairchild | Max Lightwood † | Michael Wayland † | Mina Carstairs | Tavvy Blackthorn | Rafael Lightwood-Bane | Robert Lightwood † | Roland Loss | Rosemary † | Sebastian Morgenstern † | Sebastian Verlac † | Simon Lewis | Sona Carstairs | Sophie Collins | Stephen Herondale † | Tatiana Blackthorn | Tessa Gray | Thais |
Thomas Lightwood | Ty Blackthorn | Tobias Herondale † | Valentim Morgenstern † | Wayland, o Ferreiro |
Will Herondale † | Zara Dearborn
mais...
Fadas
Adaon | Aeval | Airmed † | Arabella | Arawn † | Ash Morgenstern | Auraline † | Bram | Celithe | Delan † | Eochaid † |
Erec † | Etarlam † | Ethna † | Fal † | Fergus | Filha da Juliette | Gan Jiang | Guardião do Portão de Lir | Gwyn ap Nudd | Hefeydd | Helen Blackthorn | Hu Shen | Hyacinth | Iarlath † | Kaelie Whitewillow † | Karn † | Kieran | Kit Herondale |
Mãe Hawthorn | Mark Blackthorn | Meliorn † | Mo Ye | Mordecai | Namorado da Michelle † | Nene | Nerissa † | Oban † | Picles | Rainha Seelie | Richard | Rosemary † | Rumnus | Sallows † | Tom Tildrum | Winter
Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.