FANDOM


Versão Alternativa
ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo a seguir. Aconselhamos atenção!
Eu não sou o Jace Herondale que você conhece ou conheceu. Eu sou seu espelho sombrio.

–este Jace, Rainha do Ar e da Escuridão

Janus, anteriormente Jace Herondale, é um antigo Caçador de Sombras em Thule que passou sete anos ligado a Sebastian Morgenstern.

Biografia

A história deste personagem é idêntica à de sua contraparte de dimensão alternativa até pouco antes da Guerra Maligna, onde a linha do tempo se dividiu e as seguintes mudanças ocorreram.

Divisão

No Sétimo Local Sagrado, Sebastian, com Jace e Clary ao seu lado, fez os preparativos para a criação de seu exército Crepuscular. Ele convocou Lilith, que lhes forneceu o sangue demoníaco para o Cálice Infernal. Os Caçadores de Sombras chegaram pouco depois. Clary, armada com Gloriosa, moveu-se para esfaqueá-lo para o libertar do domínio de Sebastian. Antes que ela pudesse chegar a ele, no entanto, Lilith, com a força fornecida por outro demônio, conseguiu lançar a espada no Inferno e matar Clary.

Para manter o controle sobre Jace, Sebastian disse a ele que ele não queria a morte de Clary e que ele aparentemente assassinou Lilith em retaliação.

Depois de alguns meses de guerra e aquisições hostis, Sebastian ganhou, tendo transformado muitos Caçadores de Sombras em Crepusculares e muitos Seres do Submundo e mundanos à submissão, forçando outros a se esconderem. Sebastian abriu portas para o mundo deles para demônios, e logo o mundo foi invadido por eles; as portas também afetaram feiticeiros e magia angélica. Com a ameaça da Clave não mais por perto, Sebastian se libertou – e Jace – do aspecto de seu vínculo que unia suas vidas, permitindo que um morresse sem matar o outro.[1]

Cinzas

Cerca de dois anos após a vitória de Sebastian, duas pessoas de outra dimensão chegaram: Annabel Blackthorn e o de sua responsabilide, Ash Morgenstern – o filho de Sebastian no mundo deles. Ao longo dos anos, Jace foi gentil com Ash e desenvolveu um vínculo um tanto fraternal com ele. Ash sentiu que Jace colocava seus "sentimentos frustrados e contidos" por Clary, Alec e Isabelle nele.

Devido a sua ligação com Sebastian, no entanto, Jace continuou a servi-lo; Jace fez guarda e lutou ao lado de Sebastian, matou pessoas por ele, e teve o que Sebastian via como divertido com ele. Jace ficou conhecido como um monstro, perdendo apenas para o próprio Sebastian, entre os restantes combatentes da liberdade.

Mais cinco anos se passam com Sebastian ainda tentando dominar o mundo. Em um ponto, a mãe adotiva de Jace, Maryse, foi capturada. Sebastian fez com que Jace a matasse, aparentemente tentando quebrar seu vínculo e como um gesto, em troca do momento em que Sebastian matou Lilith por ele. Jace não demonstrou remorso quando decapitou Maryse.

Durante esse tempo, mais duas pessoas da dimensão de Ash chegaram: Julian Blackthorn e Emma Carstairs. Jace desconfiou deles quando se conheceram, embora os dois fingissem ser suas contrapartes Crepusculares em Thule, e Sebastian também reconheceu que eles eram impostores. Durante o cerco da Cidade do Silêncio, Jace protegeu Sebastian de Emma e acabou em uma luta de espadas contra Julian. Quando Tessa Gray interrompeu a luta, Jace se moveu para seguir a ordem de Sebastian, prestes a liderar os Crepusculares em saquear a cidade, antes que a feiticeira fechasse novamente a Cidade.

Jace voltou à batalha com Julian, enquanto Emma foi contra Sebastian, durante o qual Ash decidiu ajudá-la a matar Sebastian. Jace reagiu violentamente à morte de Sebastian, tendo estado sob sua escravidão por muito tempo, e permaneceu em choque por longos momentos antes de Ash, recusando-se a ir embora sem ele, voar e o levar embora.[1]

Novo Mundo

Algum tempo depois, Jace e Ash viajaram para a dimensão natal de Ash. Eles foram até a Rainha Seelie, onde, em troca de retornar Ash para ela, Jace pediu a ela para entregar Clary Fairchild para ele.[1]

Com a sugestão da Rainha de que ele tomasse um novo nome, Jace se nomeou Janus, fazendo referência ao deus romano com duas faces. Em 2013, Janus se aventurou pelo Mercado das Sombras de Nova York depois de ter aprendido sobre a magia entre fadas e feiticeiros que poderia ser encontrada lá. Apesar de tentar se disfarçar, ele foi rapidamente reconhecido no mercado por dois lobisomens que o confundiram com o Jace de seu mundo, forçando-o a fingir que ele era. Logo depois ele chegou a uma caravana onde uma fada e um feiticeiro eram conhecidos por criar disfarces impenetráveis. Janus então pagou ao casal para disfarçar a fada para se parecer com Clary, antes de matá-los uma vez que o disfarce não o satisfez.

Em seu caminho para fora do Mercado, Janus encontrou Lily Chen, que inicialmente o confundiu com Jace, mas rapidamente deduziu que ele era o Jace de Thule. Enquanto tentava matá-la, Janus mencionou o destino da contraparte dela em Thule, bem como o fato de que Raphael ainda estava vivo. A reação de Lily à notícia levou Janus a deixá-la viver, e fazer um acordo com ela: contanto que ela ficasse quieta sobre a presença dele e fizesse um favor a ele no futuro, ele traria Raphael para a Terra. Na realidade, porém, o acordo era uma mentira, já que Janus não conhecia o caminho de volta para Thule.

Preocupado que ele seria incapaz de se passar por Jace sem saber mais sobre sua vida, Janus decidiu ir ao apartamento de Magnus e espionar Alec. Enquanto seguia Alec e Magnus em uma caminhada com seus filhos, Janus foi mais uma vez reconhecido por um jovem casal do Submundo, os quais ele matou quando não conseguiu assegurar-lhes que ele era confiável.

Mais tarde, Janus foi encontrado escondido por Max, que também o confundiu com seu "Tio Jace" e pensou que ele estava brincando de esconde-esconde. Janus sacou a faca e estava preparado para matar o garoto, acreditando que era do melhor interesse de Alec, pois ainda acreditava que os feiticeiros eram perigosos por causa da doença que os matara em Thule. Depois de ouvir Alec chamar Max pelo nome, Janus foi dominado pela emoção e pelas lembranças e Max correu de volta para seu pai, prometendo manter o esconderijo de Janus em segredo.

Depois de um curto período de tempo em Faerie e na casa nos penhascos presenteada a Ash e Janus pela Rainha, Janus retornou ao loft de Magnus e descobriu as contrapartes da Terra de sua família e amigos mortos fazendo uma visita a Magnus e Alec. Distraído pela aparição súbita de Clary e do outro Jace, Janus finalmente teve a chance de encontrar seu amor há muito falecida em um beco fora do apartamento. Com a ajuda do beco escuro e o tempo chuvoso, Janus conseguiu convencer Clary temporariamente que ele era seu Jace, permitindo que ele a segurasse e até recebesse um beijo. Seu comportamento estranho, resultado de intensa emoção causada por finalmente encontrá-la, confundiu Clary. No entanto, quando ela estava começando a adivinhar a verdade, Simon chegou e ela partiu com ele para mediar uma disputa no Submundo. Janus, deixado sozinho no beco, resolveu matar Jace e chegou à conclusão de que ele odiava todos eles, até mesmo Clary, embora ele a amasse em uma quantidade igual.

Após seu retorno a Faerie, Janus se encontrou com a Rainha Seelie, admitindo que ela estava certa em duvidar que ele pudesse tomar o lugar de Jace. Os dois discutiram novos planos para o futuro, com Janus concordando em ser guarda-costas de Ash, como a Rainha sempre quisera.

De volta à casa de Ash, Janus diz ao menino que ele iria ficar e treiná-lo. Ele assegurou-lhe que Clary iria se juntar a eles um dia, tendo resolvido que Clary seria sua em breve e o mundo seria de Ash, e ansioso para ver o que sua carga faria para isso.[2]

Personalidade e Traços

Janus é uma versão muito mais sombria de Jace, tendo perdido tudo o que amava e passando anos vinculado a Sebastian com seus pensamentos e emoções forçosamente entorpecidos e controlados, levando a muitos conflitos emocionais e traumas que ele só sente depois que Sebastian morre. Como resultado, Janus é uma pessoa muito danificada. Ao contrário de Jace, Janus não tem escrúpulos em matar qualquer um que ele considere uma ameaça tanto para ele quanto para qualquer pessoa com quem ele se importe, e manipular as pessoas para seus próprios propósitos.

O estado mental de Janus é indiscutivelmente um pouco desequilibrado, já que ele parece culpar todos as contrapartes da Terra de seus amigos e familiares por deixá-lo sofrer sozinho em Thule, acreditando que eles estavam cientes de suas circunstâncias e eram cúmplices em seus infortúnios. Ele afirma odiar todos eles, até mesmo Clary, e especialmente Jace, que ele considera arrogante e ingrato. Janus acredita genuinamente que Jace é desmerecedor e indigno de sua sorte na vida e no amor.

Janus parece se importar com Ash e se sente melhor ao seu redor. O sentimento é comprovadamente genuíno, pois ele ainda se importava com Ash, mesmo quando ele estava longe dele por um longo período de tempo, o que não teria acontecido se seus sentimentos fossem o resultado do feitiço de lealdade perfeito.[2]

Descrição Física

Jace tem olhos dourados e cabelos loiros despenteados, uma estrutura bem construída e musculosa e, qualquer que seja o mundo de onde ele é, é conhecido por ser bonito. Este Jace, no entanto, envelheceu, e a vida que ele levou desde que foi ligado a Jonathan é mostrada em seu rosto, expressão e no olhar em seus olhos.

Habilidades e Competências

  • Especialista em combate corpo-a-corpo: Jace manteve a maior parte de seu treinamento em combate armado e desarmado.
  • Espadachim especialista: Jace é altamente qualificado e proficiente no manuseio de espadas.

Pertences

Aparições

Etimologia

Jace escolheu o nome Janus para si mesmo, em homenagem ao deus romano Janus – um deus com duas faces, associado a "finais e começos e passagens entre portas estranhas",[2] simbolizando sua situação e planos para seu novo mundo.

Referências

Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.