FANDOM


Versão Alternativa
ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo a seguir. Aconselhamos atenção!
Pessoal, esta é Cristina. Ela salvou a minha vida umas dezesseis vezes durante o verão, então, sejam legais com ela.

Emma apresentando Cristina, Dama da Meia-Noite

Cristina Rosales é uma Caçadores de Sombras do México que foi para o Instituto de Los Angeles e logo se tornou amiga da tutela do Instituto, Emma Carstairs.

História

Vida Pregressa

Cristina passou a maior parte de seu treinamento no Instituto da Cidade do México, que era dirigido por seu tio, Tomas. Seu pai morreu quando ela era jovem, e ela tinha um relacionamento consideravelmente próximo, mas às vezes ressentido, com sua mãe, que parecia ter sua vida inteira mapeada para ela.

Cristina ficou particularmente próxima de dois Rosales colegas, mas parentes muito distantes: os irmãos Diego e Jaime. Ela se envolveu romanticamente com Diego – um relacionamento que sua mãe aprovou porque ela o considerou "perfeito" – e planejou ser parabatai com Jaime.[1]

Cristina adorava passear pelos jardins do Instituto. No início da adolescência, ela criaria alvos e praticaria atirar facas entre as plantas e os arbustos - um hábito que ela parou depois que ela e Jaime assustaram vários Caçadores de Sombras visitantes.[2]

Em dezembro de 2007, quando a Clave convocou o retiro mundial de todos os Caçadores de Sombras a Alicante em vista dos ataques de Sebastian Morgenstern, Cristina e sua mãe ficaram na casa de sua mãe em San Miguel de Allende para se esconder, com Tomas estando convencido de que Idris não seria seguro. Ele provou estar certo, uma vez que ele encontrou seu fim durante a guerra.

Em maio de 2012, Cristina foi novamente ficar em uma casa dos Rosales em San Miguel de Allende, onde Diego e Jaime também estavam hospedados. Ela ouviu uma conversa entre os irmãos onde Jaime implicava fortemente que eles iriam usar a influência deles em Cristina, com Jaime como seu futuro parabatai e Diego como seu futuro marido, para recuperar o império Rosales para seu ramo da família. Ele observou que, pelo menos, Diego poderia se divorciar de Cristina em algum momento no futuro, e Diego não respondeu a este comentário, o que levou Cristina a crer que os dois irmãos estavam interessados nela apenas por razões políticas. Ela partiu da cidade naquela noite.

Uma vez que ela tinha acabado de completar dezoito anos, Cristina decidiu ir para o Instituto de Los Angeles, sob o pretexto de querer aprender sobre uma cultura de Caçadores de Sombras diferente. Outra razão, mais particular, para Cristina ter escolhido Los Angeles foi por causa de Mark Blackthorn; ela esperava intermediar uma trégua mais justa do que a Paz Fria.[1]

Instituto de Los Angeles

Não demorou muito para que as coisas se acalmassem e logo Cristina estava no Instituto em Los Angeles. Ela chegou pouco depois de as crianças Blackthorn partirem para a Inglaterra, e ela se tornou amiga rapidamente da única outra Caçadora de Sombras no Instituto naquela época, a bem conhecida Emma Carstairs.[1]

Em agosto, Cristina acompanhou Emma em uma missão até o Bar do Sepulcro, no final do qual elas se viram de frente a um corpo que foi deixado em um estado semelhante ao dos pais de Emma quando eles morreram cinco anos antes. Embora Diana – sua tutora – e os Irmãos do Silêncio as mantivessem afastadas do corpo, Cristina tirou secretamente fotos para Emma. Ao retornar ao Instituto mais tarde naquela noite, Emma mostrou a Cristina sua "Parede da Loucura" — tudo o que ela tinha reunido sobre o assassinato de seus pais. Os Blackthorn também retornaram da Inglaterra, um dia mais cedo, e ela os conheceu oficialmente na manhã seguinte.

Durante a aula com Diana, Cristina notou uma delegação de fadas chegar ao Instituto e alertou os outros. Quando as fadas deixaram Mark Blackthorn, ela viu o conflito surgir entre os Blackthorn e o rosto confuso de Mark e assumiu o comando, ordenando a todos que dessem a Mark algum espaço. Ela conversou com ele, pouco tempo depois, e conseguiu que ele se acalmasse e compreendesse o novo ambiente que estava — que ele estava verdadeiramente de volta ao Instituto com seus irmãos. Apesar de ser uma recente adição ao Instituto, Cristina rapidamente ganhou a confiança dos Blackthorn e foi confiada com o conhecimento do retorno de Mark e os detalhes de sua investigação ilegal sobre os assassinatos que afligem mundanos, fadas e o passado de Emma.

Durante o curso da investigação, ela e Mark se tornaram ainda mais próximos e compartilharam vários momentos juntos. Em um ponto, ela inesperadamente recebeu um chamado de Diego. Não lhe deram muito tempo para ponderar se deveria chamá-lo de volta antes que eles cruzassem caminhos enquanto perseguiam uma pessoa de interesse. Ela finalmente lhe contou a verdadeira razão pela qual ela havia deixado o México, e soube que Diego não concordava com as opiniões de Jaime e ia dizer a ela. Depois que o grupo resgatou Tavvy de Malcolm Fade, Cristina cuidou de um gravemente ferido Diego, após isso os dois compartilharam um beijo que foi testemunhado por Mark, que pretendia ir até Cristina para lhe pedir um conselho e em vez disso foi embora, devastado por achar que tinha mal interpretado a conexão que existia entre eles.[1]

Retorno de Malcom

Cristina queria se sentir satisfeita com seu relacionamento renovado com Diego, mas na verdade teve dúvidas, sentindo que as coisas não eram mais as mesmas entre elas. Esta relação foi interrompida pela chegada dos Centuriões no Instituto, entre eles a noiva de Diego, Zara Dearborn. Cristina ficou magoada e chocada e, imediatamente, terminou com ele. Quando Mark viajou para Faerie para resgatar Kieran, ele deixou uma carta para Cristina contando a ela sobre sua viagem, confiando nela para mostrar às pessoas certas.

Cristina então viajou para Faerie com Emma e Julian, alcançando Mark ao longo do caminho, e os quatro passaram pelas terras Feéricas para a Corte Unseelie. Durante esta jornada, Cristina compartilhou alguns momentos delicados com Mark, com os dois até assistindo a uma festa das fadas juntos. Enquanto estava na festa, Cristina revelou a Mark o fascínio que tinha com ele desde os treze anos, e como ela tinha chorado quando seu pai lhe falou a decisão de deixá-lo permanecer com a Caçada Selvagem.

Cristina então viajou para Faerie com Emma e Julian, alcançando Mark ao longo do caminho, e os quatro atravessam as terras das fadas até a Corte Unseelie. Durante esta jornada, Cristina compartilhou alguns momentos íntimos com Mark, com os dois até indo a um baile de fadas juntos. Enquanto na festa, Cristina revelou a Mark o fascínio que sentia por ele desde os treze anos, e como ela tinha chorado quando seu pai lhe contou sobre a decisão de deixá-lo permanecer com a Caçada Selvagem.

Depois de beber uma bebida oferecida por uma fada, Cristina então beijou Mark, acreditando que a bebida estava encantada para afetar sua mente; uma vez que foi revelado que não era, Mark ficou magoado que Cristina só o beijaria se achasse que ela não estava no controle de si mesma. A dupla foi então abordada por duas fadas que amarraram uma fita em torno de seus pulsos que Mark removeu, apenas para descobrir mais tarde que, embora a fita fosse removida, um feitiço de ligação havia sido colocado entre eles.

Mais tarde, depois de Kieran ter sido resgatado e o grupo ter escapado para a Corte Seelie, Cristina ajudou a curar as feridas de Kieran e atuou como confidente de Mark enquanto ele lutava para chegar a um acordo com o fato de que Kieran não se lembrava de traí-lo, e que ele não conseguia parar de pensar nela. Quando os Caçadores de Sombras tiveram uma audiência com a Rainha Seelie e discutiram sobre derrubar o Rei Unseelie, Cristina ficou surpresa quando Kieran – dito por Julian para não fazer isso por Mark – fez um juramento de fidelidade para ela como parte da barganha.

Quando Gwyn chegou mais tarde para escoltar os Caçadores de Sombras para Londres com a Caçada, Cristina ficou muito feliz por ter a oportunidade de voar em um corcel feérico.

Cristina mais tarde acompanhou Julian e Emma para a estação ferroviária de Londres, como parte de sua viagem a Cornualha para investigar a casa de Malcolm, mas foi forçada a retornar ao Instituto quando seu braço começou a sangrar. O sangramento foi identificado como resultado de um feitiço de ligação das fadas – recebido durante o tempo dela e de Mark na festa das fadas – ativado por ela estar longe de Mark. Logo depois que ela voltou, Magnus Bane chegou com sua família e, ao longo dos próximos dias, ajudou-os a quebrá-lo.

Durante esses poucos dias, Cristina se viu se aproximando e se unindo a Kieran. Ela ficou surpresa com o fato de gostar de passar um tempo com ele e sentiu um desejo de confortá-lo quando ele estava chateado. Embora ela tenha tentado descartar essas revelações como efeitos colaterais do vínculo que eles compartilhavam como resultado de seu juramento de lealdade, Cristina estava bastante preocupada com a segurança pessoal dele na reunião futura e enviou uma mensagem de fogo a Diego para definir um plano reserva.

Quando perceberam que os Cavaleiros de Mannan estavam atrás deles, Cristina e os outros começaram a agrupar o resto da família. Embora Gwyn tenha sido enviado atrás dos gêmeos e Kit, e Magnus atrás de Emma e Julian, Mark ficou preocupado por não conseguirem localizar Dru no Instituto. Acontece que Dru estava esperando por Cristina, porque ela tinha Jaime Rosales escondido em seu quarto e ele precisava falar com ela. Durante sua conversa com Jaime, Cristina descobriu que o noivado de Diego e Zara era uma farsa e que o que ela ouviu Jaime dizendo em casa havia sido um mal-entendido. Eles reacenderam sua amizade e Cristina voltou a se juntar aos outros.

Pouco tempo depois, os Cavaleiros apareceram no Instituto e, contra um melhor julgamento, eles lutaram contra eles no pátio. Cristina estava envolvida em uma batalha feroz com Etarlam até que ele a deixou de joelhos. Se não fosse a chegada de Annabel Blackthorn, eles teriam sido mortos.

Logo eles partiram para a reunião do Conselho em Alicante, na qual Kieran, e agora Annabel, deveria testemunhar. Quando Tropa entrou no salão, Cristina notou seus sinais e hostilidade e finalizou os detalhes de seu plano com Diego. Diego honrou seus desejos e quando o caos eclodiu e Annabel matou o Inquisidor e Livvy Blackthorn, ele levou Kieran com ele de volta a Scholomance para se esconder.[3]

Praga

Após a morte de Livvy, Cristina ficou sem saber o que poderia fazer para ajudar os Blackthorn. Percebendo que limpar uma cozinha já limpa não era útil, ela decidiu espionar a reunião de emergência do Conselho que estava sendo realizada para eleger um novo Inquisidor. Lá, ela ficou chocada ao ver os amigos de sua mãe apoiando Horace Dearborn – o líder da Tropa – em sua tentativa de tomar o poder.

AD Mark & Cristina 01

Cristina e Mark lutando contra demônios Harpia.

Quando foi decidido que Emma, Julian e Diana ficariam para trás em Alicante enquanto os outros retornassem a Los Angeles, Emma passou um favor a Cristina, solicitado por Jem Carstairs. Feiticeiros de todo o mundo estavam ficando doentes e acreditavam que isso acontecia porque as linhas ley foram envenenadas quando Malcolm fez sua necromancia. Então, depois que eles chegaram em Los Angeles, Cristina procurou Catarina Loss sobre o que procurar na confluência das linhas ley. Lá, ela e Mark foram atacados por uma horda de demônios Harpia. Felizmente, Kieran os viu a caminho do Instituto e conseguiu levá-los para Lança do Vento com ele.

De volta ao Instituto, Kieran informou que havia ouvido a Tropa na Scholomance falando sobre Emma e Julian estarem em Faerie em uma missão suicida. Depois de entrar em contato com Jaime pedindo pela Eternidad, o trio foi atrás deles e desembarcou na festa do príncipe Oban. Lá, eles perceberam que haviam perdido a procissão da Rainha em que Emma e Julian estavam e logo foram cercados pelos homens de Oban e Manuel Villalobos. Embora eles capturassem Kieran e Mark, Cristina conseguiu escapar usando a Eternidad para levá-la ao irmão mais amigável de Kieran, Adaon, para obter ajuda.

Embora Adaon estivesse apreensivo, ele finalmente concordou em ajudá-la. Juntos, eles invadiram a prisão na Torre Unseelie e descobriram Emma e Julian, junto com Jace Herondale e Clary Fairchild, mas nenhum sinal de Mark ou Kieran. Assim que os soltaram, seguiram para a sala do trono e lá os encontraram: Kieran de joelhos, acorrentado ao chão e Mark algemado, cercado por guardas vermelhos. Lá, o Rei Unseelie falou sobre a praga e como ela era venenosa e Cristina percebeu que esta era a verdadeira causa da doença dos feiticeiros. Logo a batalha começou e Kieran matou o rei. Cristina tentou levar todo mundo para ela, para que ela pudesse usar a Eternidad para escapar, mas Julian e Emma acabaram em um Portal para Thule.

Eles instantaneamente reapareceram no Instituto, com Julian e Emma aparecendo momentos depois deles, mas claramente mais tempo havia se passado para eles, uma vez que estavam com roupas estranhas, feridos e inconscientes. Quando acordaram, contaram-lhes sobre Thule e como haviam descoberto a cura para a praga. Cristina, já tendo entrado em contato com Catarina com a suspeita da causa da praga, foi incumbida de contatar o Labirinto Espiral novamente para informá-los da cura.

Na manhã seguinte, Cristina confessou a Emma que ela e Kieran haviam compartilhado um beijo em Faerie. Ela continua dizendo que, embora tenha gostado, ainda se importava com Mark, mas não podia dizer se gostaria de ficar só com ele. Naquela noite, Kieran anunciou a ela e a Mark que os amava e desejava ficar com os dois. Apanhada de surpresa, Cristina respondeu dizendo que os dois a deixaria para ficarem juntos em Faerie, para o qual eles prometeram que nunca a deixariam. Os três então começaram a se abraçar e se beijar.

Nessa nova relação, Mark e Cristina fizeram o possível para apoiar Kieran e garantir que ele seria um grande Rei Unseelie, como Gwyn sugerira. Juntos, eles o fizeram desafiar Oban pelo trono, parte do plano da Vigilância de Livia na negociação da Tropa. No entanto, quando chegou a hora, Cristina e Mark ficaram horrorizados ao perceber que isso significaria um duelo até a morte. Eles se juntaram a ele em sua batalha contra os guardas vermelhos e Oban. Depois que ela matou Oban, Cristina e Mark começaram a proclamar para o resto dos combatentes que Kieran era agora o Rei.

Cristina, em seguida, voltou para a batalha maior e, em um ponto, foi vista lutando contra Vanessa Ashdown. Cristina tentou não machucá-la, apesar de Vanessa a atacar com toda sua força. Ela e Mark foram os primeiros a perceber Julian e Emma cercados pelo fogo celestial e se tornarem Verdadeiros Nephilim. Embora ela tenha congelado no início, ela se juntou aos irmãos Blackthorn para enfrentá-los; chamando Emma como sua melhor amiga para acalmá-los.

Alguns dias após a batalha, Kieran revelou que tinha que voltar para Faerie para sempre. Que, como rei, ele não poderia ficar longe da terra por muito tempo e não poderia ter consortes mortais. Ela e Mark ficaram arrasados por não poderem mais vê-lo, mas se confortaram em pelo menos ter um ao outro. Ainda assim, Cristina estava decidida a encontrar uma maneira de que todos ainda pudessem estar juntos, e ela e Mark estenderam a mão para Adaon em busca de seu chalé – como ele existia em terras que não eram nem feéricas nem mortais, eles esperavam que existisse fora das leis. Adaon não respondeu e esperou algum tempo para oferecê-lo a Kieran. Embora uma vez o fizesse, Kieran voou para se juntar a eles na praia, onde estavam comemorando o casamento de Magnus e Alec Lightwood.

Com a Clave agora em exílio e Alec agora o Cônsul, Mark e Cristina tomaram seu lugar na Aliança entre Caçadores de Sombras e Submundo na cidade de Nova York.[4]

Personalidade e Traços

Cristina é calma, sábia, tímida e engraçada. Ela tem princípios e é pensativa, forte e inabalável em sua lealdade e moral.

Cristina também é um pouco religiosa, forte em sua fé de Caçadora de Sombras e acredita firmemente em anjos, nos quais outros de sua espécie não acreditam, pois havia pouca evidência concreta de sua existência até recentemente, bem como na presumida orientação do Anjo Raziel sobre eles como humanos e Nephilim.

Descrição Física

Cristina tem pele marrom, olhos castanhos escuros e longos cabelos pretos, que ela frequentemente usa em uma trança ou um coque. Cristina também é descrita como curvilínea.

Competências e Habilidades

  • Fisiologia Nephilim: Sendo Nephilim, Cristina possui uma variedade de habilidades físicas e mentais aprimoradas, garantidas a ela pelo sangue de Raziel em suas veias, e também as marcas angelicais do Livro Gray. Isso inclui maior força, velocidade, agilidade, resistência e coordenação, que continuam a melhorar ao longo do tempo e da prática.
    • Visão: Como uma Caçadora de Sombras, Cristina é natural e facilmente capaz de ver através da maioria das ilusões mágicas e camadas de glamour sobre a realidade.
    • Magia Rúnica: Devido ao sangue do anjo em suas veias, todos os Caçadores de Sombras são capazes de aplicar runas em suas peles sem perigo real. Essas marcas, por sua vez, geram efeitos variados e servem para beneficiar aqueles que as portam.
    • Uso de armas celestiais: Como uma Caçadora de Sombras, Cristina também é capaz de realizar tarefas exclusivas de sua espécie, como a capacidade de usar e chamar o poder dos anjos para suas lâminas serafim, bem como lidar com armas ou objetos celestiais com efeito, o que normalmente não funciona para outras espécies. Em particular, estas são ferramentas feitas de adamas e forjadas pelas Irmãs de Ferro.
  • Especialista em combate corpo-a-corpo: Cristina é altamente qualificada em combate armado e desarmado.

Pertences

  • Canivete Borboleta: Cristina prefere arremessar facas, tal como canivete borboleta.[2]
  • Medalhão: Um medalhão religioso de Caçadores de Sombras que Cristina sempre usa. Nele se pode ler: "Abençoado seja o Anjo, minha força, que guia minhas mãos na guerra e meus dedos na luta." O medalhão é uma herança, encantada por fadas que seus antepassados Rosales eram próximos.
  • Anel de família: Seu anel de família tem o padrão de rosas, o símbolo da família Rosales, o nome de solteira da sua mãe do lado de fora, e um padrão de montanhas no interior, para Mendoza, seu sobrenome paterno.
  • Brincos: Cristina recebeu um par de brincos que se parecem com candelabros de Diego.[1]

Relacionamentos

Romance

Quando Mark voltou da Caçada Selvagem, Cristina era a única com quem ele sentia confortável o suficiente – por não ter expectativas dele – para conversar. Eles rapidamente se tornaram amigos e começaram a desenvolver sentimentos um pelo outro, promovidos por suas constantes conversas profundas e a constante compreensão de Cristina da situação de Mark.

Quando ele e Kieran se separaram, assim como ela e Diego, eles começaram um relacionamento. As coisas começaram a ficar mais complicadas quando Kieran voltou à suas vidas e Mark teve que fingir que ainda estavam juntos. No entanto, logo tudo foi esclarecido e o trio percebeu que todos tinham sentimentos de amor um pelo outro, nenhum mais que o outro, e começaram um relacionamento poli-amoroso.

Kieran se sentiu inicialmente ameaçado pelo relacionamento de Cristina e Mark.[1] Quando Kieran precisou jurar lealdade a um Caçador de Sombras – que não fosse Mark, como insistia Julian – para uma missão da Rainha Seelie, ele jurou sua lealdade a Cristina. Ele fez isso com desprezo no começo, mas logo se viu respeitando e admirando Cristina, vendo-a como gentil e confiável.

Kieran chama Cristina de "Princesa" e "Senhora das Rosas", primeiro por causa de como ela foi apresentada a ele por Mark e depois como um sinal de seu respeito e admiração por ela.[1]

Depois de passar mais tempo com ele, Cristina se apaixonou por Kieran e Mark também. O amor mútuo que ela compartilhava com Mark e Kieran tornou a situação potencialmente complicada. Embora eventualmente, Mark e Kieran tenham expressado o mesmo sentimento que ela e eles começaram um relacionamento poli-amoroso.

Cristina e Diego Rosales são amigos de infância e estavam juntos brevemente antes de Cristina, temendo traição, partir.

Eles se reuniram brevemente depois de se encontrarem em Los Angeles. O par se separou permanentemente depois dela saber de seu noivado – ainda que falso – com Zara Dearborn. No entanto, eles permanecem amigos íntimos.

Amigos

Cristina e Jaime são amigos de infância. Eles eram próximos o suficiente para ter discutido e feito planos para se tornarem parabatai. No entanto, Jaime, em estado de embriaguez, sugeriu que ele só estava atrás da conexão com a família e o poder de Cristina.

Cristina rapidamente se deu bem com Emma Carstairs. Elas gradualmente se aproximaram e formaram um relacionamento muito próximo, semelhante a irmãs, apoiando-se mutuamente e defendendo uma a outra. Elas confiaram uma na outra, embora não estivessem sem seus respectivos segredos.

Cristina formou um vínculo com os Blackthorn durante as poucas semanas que passaram juntos.

Aparições

Galeria

Veja mais aqui

Etimologia

Seu sobrenome materno Rosales foi derivado da palavra latina "rosa" e é a forma plural da palavra espanhola "rosal", ambos os quais significam "roseira".[5] Seu sobrenome paterno Mendoza é de origem basca e espanhola e foi derivado de um lugar na província de Álava, a tradução sendo o "montanha gelada" de "mendi", o que significa montanha, e "hotz", que significa "frio".[6][7][8]

De acordo com Cassandra Clare, o nome dela foi pego do primeiro e do ultimo nome de duas garotas diferentes que ela atendeu durante uma sessão de autografos na Cidade do México.

Curiosidades

  • Cristina é viciada em café.[1]
  • A mãe de Cristina a ensinou como cortar o cabelo de uma pessoa quando ela era mais jovem, e ela costumava cortar o de Diego, de Jaime, e de seus priminhos.[1]
  • Ela fala sete línguas além de seu espanhol nativo, incluindo inglês, grego e latim; ela também pode ler três línguas demoníacas.[1]
  • Sua arma favorita é o canivete borboleta.[2]

  • Cristina foi originalmente nomeada Carmen.[9] Enquanto o sobrenome de seu pai estava sendo finalizado, os nomes Velez e Garcia também foram considerados e compartilhados.[10][11] O nome Velez continuaria a ser usado para Beatriz Velez Mendoza, que também compartilha um sobrenome com ela.
  • Em 2016, Cassandra Clare afirmou que Cristina é parente distante de Beatriz,[12] especificamente através do lado paterno de Cristina ("Mendoza").

Referências

Caçadores de Sombras Notáveis
Abigail Caçadora de Sombras | Alastair Carstairs | Alec Lightwood | Aline Penhallow | Aloysius Starkweather † |
Amatis Herondale † | Andrew Blackthorn † | Anna Lightwood | Annabel Blackthorn † | Anush Joshi | Ariadne Bridgestock | Arthur Blackthorn † | Ash Morgenstern | Barbara Lightwood | Beatriz Mendoza | Cameron Ashdown | Cecily Herondale | Céline Herondale † | Charles Fairchild | Charlotte Fairchild | Christopher Lightwood | Clary Fairchild | Cordelia Carstairs | Cristina Rosales | David, o Silencioso | Diana Wrayburn | Diego Rosales | Divya Joshi | Dru Blackthorn |
Edmund Herondale | Emma Carstairs | Ephraim Loss † | Eugenia Lightwood | Gabriel Lightwood | Gideon Lightwood | Grace Blackthorn | Helen Blackthorn | Henry Branwell | Hodge Starkweather † | Horace Dearborn † |
Imogen Herondale † | Irmão Enoch | Irmão Jeremiah † | Irmão Zachariah | Isabelle Lightwood | Jace Herondale |
Jaime Rosales | James Herondale | Jem Carstairs | Jessamine Lovelace † | Jesse Blackthorn | Jia Penhallow | Jocelyn Fray | Jon Cartwright † | Jonathan Caçador de Sombras | Julian Blackthorn | Julie Beauvale † | Kit Herondale |
Livvy Blackthorn † | Lucie Herondale | Luke Garroway | Manuel Villalobos | Marisol Garza | Mark Blackthorn |
Maryse Lightwood | Matthew Fairchild | Max Lightwood † | Michael Wayland † | Mina Carstairs | Tavvy Blackthorn | Rafael Lightwood-Bane | Robert Lightwood † | Roland Loss | Rosemary † | Sebastian Morgenstern † | Sebastian Verlac † | Simon Lewis | Sona Carstairs | Sophie Collins | Stephen Herondale † | Tatiana Blackthorn | Tessa Gray | Thais |
Thomas Lightwood | Ty Blackthorn | Tobias Herondale † | Valentim Morgenstern † | Wayland, o Ferreiro |
Will Herondale † | Zara Dearborn
mais...
Família Rosales
Carmen Rosales Delgado | Cristina Rosales | Diego Rosales | Jaime Rosales | Tomas Rosales
Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.