FANDOM


ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo a seguir. Aconselhamos atenção!
Os Cavaleiros de Mannan têm feito feito o que o Rei Unseelie ordena há milhares de anos. Nesse meio-tempo, muitos caíram sob nossas lâminas, e não poupamos ninguém por nenhuma razão, nem por idade, fraqueza ou enfermidade. E não pouparemos ninguém agora.

Karn, Senhor das Sombras

Os Cavaleiros de Mannan eram fadas que serviam ao Rei Unseelie anterior.

Descrição

Nós procuramos. E nós encontramos. Nós somos os buscadores. Nós já estivemos debaixo das ondas para pesquisar e acima delas. Nós estivemos em Faerie, nos reinos dos malditos, nos campos de batalha e no escuro da noite e no brilho do dia. Em todas as nossas vidas, só houve uma coisa que buscamos e não encontramos.

Karn, Senhor das Sombras

Os Cavaleiros de Mannan eram um grupo muito antigo de fadas que afirmavam ser os filhos do deus Mannan. Eles eram um grupo poderoso, perverso e feroz que serviam o Rei da Corte Unseelie como seus assassinos e buscadores. Os Cavaleiros costumavam dormir sob uma colina até serem acordados, geralmente em tempos de guerra.

Os Cavaleiros eram implacáveis com seus alvos. Eles eram muitas vezes encarregados de matar um alvo, ou encontrar um objeto ou pessoa, durante o qual não hesitariam em matar qualquer um que entrasse em seu caminho, ou qualquer um que pudesse ajudá-los a atingir seu objetivo. Eles eram caçadores especializados, suas habilidades a par com, se não maior que, as da Caçada Selvagem.

Os Cavaleiros eram constituídos inicialmente por sete membros: Karn, Etarlam, Eochaid, Delan, Airmed, Fal e Ethna – Ethna sendo o único membro feminino do grupo. Os Cavaleiros são irmãos, ou pelo menos se consideram como tais, e são ferozmente leais uns aos outros. Eles montavam corcéis alados, e as armas angelicais dos Nephilim eram ineficazes contra eles. Além disso, apesar de serem fadas, eles eram magia selvagem e podiam mentir.

Eles eram muito mais altos e maiores do que outras fadas e todos tinham pele e cabelo de bronze, vestindo meias máscaras de metal brilhante. Cada um era armado com uma espada longa maciça,[1] entre outras armas, incluindo um mangual. Os Cavaleiros usavam armaduras sem juntas ou rebites, simplesmente bronze liso que cobria todo o seu corpo.[2]

História

Os Cavaleiros haviam vivido aparentemente desde o início dos tempos. Houve uma época nos velhos tempos em que os Caçadores caçavam gigantes e monstros.[1] Os cavaleiros mataram o Firbolg.[2]

Em 2012, os Cavaleiros foram enviados pelo Rei Unseelie para recuperar o Volume Negro dos Mortos. Por que o Rei suspeitava que a família Blackthorn possuía o livro ou sabia onde ele estava, os Caçadores seguiram a ordem e foram atrás deles. Porque alguns estavam protegidos no Instituto de Londres, eles se dividiram em dois grupos e foram atrás de dois conjuntos de Blackthorns que estavam fora e na Inglaterra: Karn, Etarlam e Eochaid foram atrás de Ty e Livvy Blackthorn e Kit Herondale em Londres, enquanto Delan, Ethna, Airmed e Fal foram atrás de Emma Carstairs e Julian Blackthorn na Cornualha.[1]

Em Londres, Eochaid reconhecer Kit como o filho de Rosemary.[2] Os cavaleiros que perseguiram ele e os gêmeos foram interceptados por Gwyn ap Nudd e Diana Wrayburn, no entanto, e foram obrigados a partir. Enquanto isso na Cornualha, os Cavaleiros lutaram contra Emma e Julian até Emma matar Fal com sua espada Cortana. IIsso chocou os Cavaleiros, já que ninguém jamais conseguiu matar nenhum deles, fazendo de Emma o primeiro a matar um Cavaleiro.

Todos os seis Cavaleiros restantes mais tarde foram ao Instituto de Londres, usando uma criança humana para atraí-los para fora do Instituto. Emma foi a primeira a sair e confrontá-los, e os outros seguiram pouco depois. Quando os Cavaleiros estavam prestes a dominá-los, Annabel Blackthorn e Magnus Bane chegaram e os expulsaram. Annabel fez com que eles deixassem uma ameaça ao rei, dizendo-lhes que conhecia seu nome - potencialmente concedendo a ela poder sobre ele.[1]

Os Cavaleiros retornaram a Unseelie; eles guardavam a torre e a nova valiosa posse do Rei, Ash Morgenstern. Os Cavaleiros pegaram Clary Fairchild e Jace Herondale investigando nas Terras Unseelie e os fizeram prisioneiros. Durante o golpe de Estado encenado por Adaon e outros, os Cavaleiros tentaram, e falharam, em defender o Rei.

Os Cavaleiros estavam presentes na negociação encenada entre o sucessor de Arawn, Oban, e a Tropa nos Campos Eternos. Eles foram atrás de Emma e Kit, e quando eles disseram a ele que mataram sua mãe, Kit descontroladamente soltou magia. Embora os Cavaleiros tentassem fugir, Kit fez seus cavalos desaparecerem e os Cavaleiros caíram no campo de batalha. Eles lutaram contra os Caçadores de Sombras, dedicados a ver através do trabalho que seu falecido Rei lhes havia dado, e foram temporariamente despachados por Hypatia Vex. Quando a maldição parabatai de Emma e Julian foi ativada durante a batalha e os transformou em verdadeiros Nephilim, Emma chamou os Cavaleiros. Os Cavaleiros vieram e foram contra eles, apesar de não terem chance, e foram todos mortos.[2]

Membros Conhecidos

Curiosidades

Referências

Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.