FANDOM


ALERTA DE SPOILER: Detalhes do enredo a seguir. Aconselhamos atenção!

Arawn, o Ancião-Rei era o rei das fadas da Corte Unseelie antes de ser morto por um de seus herdeiros, Kieran.

História

Primeiro Herdeiro

Em um ponto no meio da guerra do sua Corte com os Seelies, ele e a Rainha Seelie tiveram uma trégua secreta e selaram-na com uma união, e ela logo concebeu uma criança. Eles concordaram em ter seu descendente unindo e herdando os tronos Seelie e Unseelie.[1] Eles também queriam que a criança fosse poderosa o suficiente para destruir os Nephilim, e eles fizeram isso. Eles usaram ritos e feitiços, incluindo magia negra, lançados por mágicos de toda a Faerie, para dar os presentes a criança, para fazer o herdeiro perfeito – "perfeitamente bonito, um líder perfeito, inspirador da lealdade perfeita" "e amor perfeito, que seria mais corajoso do que qualquer outro cavaleiro fada tenha sido antes."[2] Quando a criança nasceu uma menina, que seria chamada Auraline, ele ficou descontente. Não obstante, o rei a manteve com ele em sua Corte.[1]

Quando surgiu uma profecia sobre o Primeiro Herdeiro, uma na qual todas a Faerie cairia sob sombras quando eles alcançassem todo o seu poder, o rei decidiu matá-la. Sua filha logo fugiu de seu mundo, buscando refúgio no mundo dos mortais. Temendo a magia que a criança e seus próprios descendentes herdaram, e a alegação que eles teriam sobre seu trono, o Rei fez com que ela e sua família fossem caçados.[1] O Rei espalhou a notícia de que sua filha havia sido sequestrada e assassinada. As fadas mais velhas de Unseelie, desde então, desconfiaram dele, notando que ele não se esforçou o suficiente para encontrá-la. Amargurado ao perder sua chance de ter um herdeiro perfeito para uma filha, desde então teve qualquer herdeira morta,[2] embora a crença generalizada fosse de que era apenas porque elas não tinham utilidade para eles.[3]

Novos Herdeiros

O Rei acabou por ter cerca de cinquenta filhos com muitas mulheres diferentes,[4] incluindo Kieran com uma fada marinha.[5] Enquanto muitos de seus filhos disputavam o trono, ele percebeu que Kieran era popular com a Corte, particularmente incitado por outro filho e supostamente o favorito Erec.[3] Devido a essa política da Corte, ele entregou o jovem Kieran à Caçada Selvagem.[4]

Quando a Rainha Seelie deu à luz uma criança, chamada Ash, com o Caçador de Sombras Sebastian Morgenstern, o Rei mandou sequestrar o menino, querendo continuar com o menino o que ele havia começado com o Primeiro Herdeiro.[2] Ele procurou o Volume Negro dos Mortos para fazer mais feitiços em Ash e fez planos para conseguir isso manipulando Malcolm Fade ou a própria Rainha. Ele também abriu um Portal para Thule para deixar a essência daquele mundo, venenosa para os Nephilim, se infiltrar no deles.[3][2]

O crescente conflito contra os Caçadores das Sombras e a Corte Seelie levou a um golpe de Estado a ser encenado por seus filhos Kieran e Adaon. Ele foi morto por Kieran com uma flecha de elfo, e embora isso fizesse de Kieran seu legítimo herdeiro, ele foi inicialmente sucedido por Oban.[2]

Descrição Física

O Rei Unseelie tem uma estrutura alta e magra. Ele tem dois chifres brancos grandes que ondulam de ambos os lados de suas têmporas. Ele também tem uma palidez profunda com a pele ainda mais branca do que a de Kieran e cabelos pretos. Uma faixa de ouro envolve sua testa.

O contraste dos lados de seu rosto faz parecer que foi dividido ao meio. O lado direito é o rosto de um homem jovem e bonito, limpo e estranhamente belo — enquanto o lado esquerdo está fortemente desfigurado, com a pele cinza enrugada e cheia de cicatrizes, bem como com a órbita ocular vazia.[3]

Aparições

Galeria

Referências

Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.